9 bilhões de homens

Mais de nove bilhões de pessoas na Terra em 2050

A população mundial deverá crescer 2,6 bilhões nos próximos 45 anos, de 6,5 bilhões neste ano para 9,1 bilhões em 2050, de acordo com um relatório da ONU divulgado quinta-feira.

A maior parte do aumento ocorrerá nos países menos desenvolvidos, cuja população aumentará de 5,3 bilhões hoje para 7,8 bilhões em 2050, enquanto a dos países mais desenvolvidos permanecerá estável em 1,2 bilhão. XNUMX bilhões.

Este relatório, divulgado pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, contém a última atualização, realizada em 2004, de dados sobre a população mundial. As Nações Unidas fazem essas atualizações a cada dois anos.

Segundo o documento, a população do planeta chegará a 6,5 ​​bilhões em julho próximo, um aumento de 380 milhões de almas desde 2000, ou seja, um aumento médio anual de 76 milhões.

Leia também:  O Protocolo de Quioto

Apesar de uma projeção em declínio da taxa média de fertilidade - de 2,65 filhos por mulher hoje para 2,05 em 2050 - a população mundial ainda deverá crescer cerca de 34 milhões de pessoas por ano em meados do século.

A população deve dobrar nos 50 países menos desenvolvidos do mundo, de 0,8 bilhão em 2005 para 1,7 bilhão em 2050. Prevê-se até que triplicará em países como Afeganistão, Burkina Faso, Burundi, dois Congo, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Níger, Uganda, Chade e Timor-Leste.

Em contraste, a população de 51 países ou regiões, como Alemanha, Itália, Japão e a maioria dos antigos estados da URSS, deverá diminuir entre 2005 e 2050.

Nos próximos 45 anos, espera-se que apenas nove países respondam por mais da metade do aumento projetado da população mundial: Índia, Paquistão, Nigéria, RDCongo, Bangladesh, Uganda, Estados Unidos, Etiópia e China, citado no ordem decrescente de sua contribuição para o aumento geral.

Leia também:  Conceção ecológica para mecânica

A expectativa de vida média global, que aumentou de 46 anos entre 1950 e 1955 para 65 anos entre 2000 e 2005, deve aumentar ainda mais, chegando a 75 anos em 2050. Nos países mais avançados, espera-se que aumente de 75 hoje a 82 em meados do século.

Nos países menos desenvolvidos, por outro lado, essa expectativa de vida, hoje estimada em pouco menos de 50 anos, deverá aumentar para 66 anos em 2050. O relatório, entretanto, destaca que muitos países pertencentes a este grupo são afetados pela pandemia, o aumento projetado na expectativa de vida dependerá da implementação de programas eficazes para tratar e prevenir a doença.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *