Agrocombustíveis e meio ambiente

Documento de síntese ministerial sobre o impacto dos agrocombustíveis no meio ambiente

República Francesa, dezembro 2008.

Introdução por Yvon LE MAHO, Diretor de Pesquisa do CNRS, Membro da Academia de Ciências, Presidente do Conselho Científico do Patrimônio Natural e Biodiversidade

Em sua lei de orientação agrícola de janeiro de 2006, o governo francês estabeleceu o novo objetivo de ir além dos compromissos da comunidade, acelerando a implementação do desenvolvimento de agrocombustíveis industriais. A ideia era atingir a partir de 2008 a meta europeia de 5,75% de incorporação de biocombustíveis fixada para 2010 e chegar a 10% em 2015.

O Conselho Científico do Patrimônio Natural e da Biodiversidade (CSPNB) está certamente ciente da importância e da urgência de enfrentar os desafios das mudanças climáticas.

A escala do novo plano de biocombustíveis e a observação de que ele havia sido desenhado e promovido sem um estudo prévio de impacto global, levou o CSPNB apergunte sobre seus impactos potenciais sobre a biodiversidade, bem como sobre o uso e a qualidade da água.

Leia também:  Download: Operação e interesses de uma usina solar concentrada

Ao emitir em 2006 a recomendação para o lançamento de um programa de estudos abordando todas as questões ambientais associadas à estratégia de desenvolvimento dos agrocombustíveis, o CSPNB solicitou que tal estudo de impacto fosse realizado sem demora. A atual crise alimentar, seja vista sob o ângulo da competição entre a produção
dos agrocombustíveis e do seguro das necessidades alimentares, ou constrangimentos ligados ao aumento do preço do petróleo, ou a especulação financeira dos cereais, evidentemente reforçam a necessidade, a urgência e o carácter global deste estudo. impacto.

Neste contexto, os seminários organizados pelo Ministério da Ecologia, Energia, Desenvolvimento Sustentável e Planeamento Regional em Grenoble e Paris, nos quais se baseia este relatório, constituem um passo importante. Eles constituem uma base de reflexão.
apropriado para o desenvolvimento de pesquisa científica e perícia, em uma abordagem que necessariamente parece ter que ser multidisciplinar.

Leia também:  Download: Humor: pérolas da linha direta

Baixar o arquivo (a subscrição da newsletter pode ser exigido): Agrocombustíveis e meio ambiente

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *