O capitalismo total de

Jean Peyrelevade
93 páginas Editora: Seuil (outubro 7 2005)

capitalismo total de

apresentação

O capitalismo moderno está organizado como uma gigantesca sociedade limitada. Basicamente, trezentos milhões de acionistas controlam quase toda a capitalização de mercado do mundo. Frequentemente maduros, de nível superior, com um nível de renda relativamente alto, eles confiam metade de seus ativos financeiros a dezenas de milhares de gestores em nome de terceiros, cujo único objetivo é enriquecer seus constituintes. As técnicas para o conseguir baseiam-se nas regras de “governança corporativa” e conduzem a requisitos de rentabilidade excessiva. Eles transformam líderes empresariais em servidores zelosos, até mesmo escravos de ouro dos acionistas, e poluem a vontade legítima de empreender com pura ganância. Assim, o capitalismo não é apenas o modelo único de organização da vida econômica mundial: ele se tornou "total" no sentido de que reina sem compartilhar ou contra-poder sobre o mundo e sua riqueza.

Leia também:  Dark of Greenpeace

Autor Biografia

Jean Peyrelevade foi vice-diretor do gabinete de Pierre Mauroy (1981-1983). Em seguida, presidiu algumas das maiores instituições financeiras do nosso país (Suez, UAP, Crédit Lyonnais). Há muito tempo professor de economia na Ecole Polytechnique, escreveu vários livros sobre a evolução do capitalismo contemporâneo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *