Desastre ecológico no norte da China

Moradores de Harbin, capital da província de Heilongjiang, no norte da China, escapuliram quando a mancha tóxica de 80 quilômetros de comprimento deslizou pelas águas meio congeladas do rio. Songhua. Substâncias poluentes, principalmente benzeno e nitrobenzeno, cancerígenas e perigosas mesmo em pequenas doses, que, sábado, 26 de novembro, não deveriam mais estar presentes nesta área, por serem transportadas pela corrente em direção ao rio Amur e à cidade russa de Khabarovsk.

Leia mais no site do mundo

Leia também:  Estudo de normas ambientais e de saúde para produtos de construção

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *