Crise do Irã: Divergências dos poderes

Embora os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU condenem a declaração do Irã de enriquecer urânio, eles ainda não chegaram a um acordo sobre a abordagem a ser adotada em relação à República Islâmica.

Os cinco membros permanentes do Conselho (China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Rússia) e Alemanha decidiram discutir o assunto em 18 de abril em Moscou, como parte de uma reunião já agendada. .

Os Estados Unidos, através da secretária de Estado Condoleezza Rice, acreditam que é hora do Conselho de Segurança tomar "ações fortes" contra o Irã. Enquanto isso, o porta-voz da Casa Branca Scott McClellan disse que as sanções são "certamente uma opção possível".

Leia mais

Leia o dossiê sobre a crise iraniana

Leia também: Documentário sobre a nocividade do laptop

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *