Desenvolvimento de uma nova tecnologia de armazenamento de hidrogênio

Encontrar alternativas ao combustível fóssil tem sido uma prioridade desde os anos 70. O uso de hidrogênio é uma delas e forma a base das pesquisas conduzidas por químicos da Universidade de New Brunswick em Fredericton (UNBF) e HSM Systems, Inc.

Embora o desenvolvimento de sistemas de armazenamento seja objeto de estudos sobre o mercado de hidrogênio já existente, para as indústrias químicas em particular, esses resultados poderiam ter um impacto definitivo se fossem acessíveis ao consumidor diário.

Na verdade, se um carro pode viajar até 600 km com um tanque de gasolina padrão, ele percorrerá apenas 20 km, com o mesmo volume de hidrogênio.

Dr. McGrady, químico da UnBF, estuda a possibilidade de substituir os grandes cilindros de metal, de mais de um metro de comprimento, normalmente usados ​​para armazenar hidrogênio, por um recipiente de cerca de 250 ml que conteria a mesma quantidade de gás.

Para fazer isso, o hidrogênio seria infundido em um pó metálico leve.

Leia também:  A Suécia tem um trem rodando em biogás

Atualmente, o pesquisador estuda materiais híbridos que reteriam uma
átomos máximos de hidrogênio. Para reduzir os custos relacionados a esse método, ele planeja criar um sistema reutilizável, podendo o hidrogênio ser armazenado novamente pelo pó, uma vez liberado o gás por um uso anterior.

O Dr. McGrady espera começar a testar um primeiro protótipo dentro de 12 a 18 meses.

Contatos:
- Sean McGrady, D.Phil., Departamento de Química - University of New
Brunswick, Fredericton, NB E3B 6E2, Canadá - tel: +1 506 452 6340, fax: +1
506 453 4981 - email: smcgrady@unb.ca
Fontes: http://www.unb.ca/news/view.cgi?id=721
Editor: Elodie Pinot, OTTAWA, sciefran@ambafrance-ca.org

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *