Ambiente: bom para um poluidor

O proprietário de um petroleiro iltaliano, o San Matteo, foi condenado por "descarga ilegal" de hidrocarbonetos no Mediterrâneo

O Tribunal Criminal de Marselha impôs na quarta-feira uma multa de 330.000 euros ao dono do San Matteo e 10.000 euros ao seu capitão.

O tribunal também concedeu danos de 2.000 euros a quatro associações que haviam entrado com ações cíveis.

Um avião de vigilância da Marinha nacional viu um rastro contínuo de hidrocarbonetos de 6,8 km de comprimento e 20 metros de largura na esteira do petroleiro San Matteo, 268 km ao sul de Marselha e 241 km até o Sardenha ocidental, em uma área de proteção ecológica.

A pedido do Ministério Público, o prefeito marítimo mandou desviar o petroleiro para Marselha, onde ficou imobilizado até ao pagamento de uma caução de 300.000 mil euros.

Perante o tribunal, o capitão do navio armado por Petrolmar reafirmou que não soube explicar esta poluição, repetindo apenas que os vestígios detectados pela Marinha podiam vir da água da lavagem do convés do petroleiro, que os marinheiros acabavam de realizar. .

Leia também:  Bretanha procura evitar falta de eletricidade

“Sempre recebemos os mesmos pratos e as mesmas explicações emaranhadas”, acrescentou o procurador Jean-Luc Blachon, avaliando que “as histórias de lavagem da ponte são apenas uma cortina de fumaça” e destacando que os lançamentos cessaram assim que o sobrevoo do petroleiro pela aeronave de vigilância militar.

fonte

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *