Fim da custódia do porta-voz da rede Sortir du nucléaire

O porta-voz nacional do “Réseau Sortir du nuclear”, Stéphane Lhomme, colocado sob custódia em Bordéus na manhã de terça-feira como parte de uma investigação preliminar da secção anti-terrorismo do gabinete do procurador de Paris, foi libertado no final da noite, observou um correspondente da AFP.

O ativista antinuclear de Bordeaux, que foi preso de manhã cedo por oficiais da Direção de Vigilância Territorial (DST), foi libertado após quatorze horas em custódia.
Após sua libertação, Stéphane Lhomme disse que a polícia invadiu sua casa por mais de cinco horas, onde apreenderam seu telefone celular e seus dois computadores pessoais.

Foi também apreendido um documento da EDF classificado como defesa confidencial, no qual se menciona "a vulnerabilidade da futura central nuclear EPR em caso de queda de avião suicida", afirmou Stéphane Lhomme.


Mais informações

Leia também:  O M3 acabou!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *