Agricultura: problemas e poluição, novas técnicas e soluçõesjardineiro preguiçoso em Loire Atlantique

Agricultura e do solo. controle de poluição, recuperação do solo, húmus e novas técnicas agrícolas.
Moindreffor
Grande Econologue
Grande Econologue
mensagens: 1461
Inscrição: 27/05/17, 22:20
Localização: limite entre North e Aisne
x 283

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela Moindreffor » 22/09/18, 09:12

para estragão como você pode facilmente dividir o pé, mês eu dividirei e eu tentarei várias exibições, vários cantos e você observa, onde cresce bem você deixa isto, onde não cresce você vira
0 x
"Aqueles com os maiores ouvidos não são os que ouvem o melhor"
(de mim)

Avatar de l'utilisateur
nico239
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 2433
Inscrição: 31/05/17, 15:43
Localização: 04
x 263

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela nico239 » 22/09/18, 14:54

Na verdade, é uma boa ideia ... : Idea: :!:

Anteriormente não tínhamos muitos cantos obscuros ...

Mas agora, com os montes paisagísticos, criamos o novo 2 ... Acho que vou dividir lá.

Obviamente, é inevitavelmente ... perto das árvores ... ver outra troca em outro assunto.
0 x
phil53
Grande Econologue
Grande Econologue
mensagens: 987
Inscrição: 25/04/08, 10:26
x 98

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela phil53 » 11/01/19, 17:55

Hoje perto de Nantes, tentei colher minhocas para colocá-las no meu jardim.
Em um diâmetro de 30cm, eu coloquei 2 5 litros de água com 200g de mostarda diluída em, isso para o intervalo 10mn.
Recuperei minhocas 29 de tamanho normal e minhocas 11 que me parecem de uma espécie diferente. Eles são mais finos e mais cor-de-rosa. Mas não vermelho como vermes de compostagem.
Você tem que ser paciente, isso me levou 40mn.
0 x
phil53
Grande Econologue
Grande Econologue
mensagens: 987
Inscrição: 25/04/08, 10:26
x 98

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela phil53 » 11/01/19, 18:33

A pequena rosa à esquerda, as minhocas à direita
download / file.php? mode = view & id = 9975
Minha colheita liberada no feno, eu os espalhei um pouco depois
P_20190111_163729_002.jpg


Depois do 20mn eu voltei para o local de coleta, havia o 2 novamente.
anexos
P_20190111_163759.jpg
0 x
Avatar de l'utilisateur
Did67
mediador
mediador
mensagens: 13595
Inscrição: 20/01/08, 16:34
Localização: Alsácia
x 4620

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela Did67 » 11/01/19, 18:58

Isso poderia ser Lumbricus rubellus, que a maioria dos sites diz que é epiged, mas um ou outro classifica entre as anedotas (confusão porque Lumbricus ???). Seria um especialista em folhas mortas ... Isso corresponde ao biótopo onde você pegou: na beira da estrada? pomar?

Com todas as reservas.
0 x

phil53
Grande Econologue
Grande Econologue
mensagens: 987
Inscrição: 25/04/08, 10:26
x 98

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela phil53 » 11/01/19, 19:30

A amostragem foi feita não longe (1m5) de tufos de bambu, onde existem poucas folhas.
0 x
Avatar de l'utilisateur
Did67
mediador
mediador
mensagens: 13595
Inscrição: 20/01/08, 16:34
Localização: Alsácia
x 4620

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela Did67 » 11/01/19, 23:44

Eu esqueci de dizer isso, mas agora temos uma resposta validada para aqueles que fazem a pergunta para introduzir vermes anímicos ... Foi uma bela colheita! Um belo plantel !!!

Em algumas situações, resta a questão de sua sobrevivência / multiplicação. Pesquisa aleatória, eu mergulhei no livro de Marcel Bouché e me deparei com uma passagem onde ele fala de solos que secam no verão e onde tais espécies de vermes não sobrevivem ... eu teria tinha que tomar nota!

Em qualquer caso, a questão dos efeitos da seca, em espécies que não estão em diapausa ou quiescência, é levantada. Normalmente, as anedotas estão em diapausa, mas nas situações mais graves, elas se aposentam por muito tempo?
0 x
Moindreffor
Grande Econologue
Grande Econologue
mensagens: 1461
Inscrição: 27/05/17, 22:20
Localização: limite entre North e Aisne
x 283

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela Moindreffor » 13/01/19, 12:32

Did67 escreveu:Eu esqueci de dizer isso, mas agora temos uma resposta validada para aqueles que fazem a pergunta para introduzir vermes anímicos ... Foi uma bela colheita! Um belo plantel !!!

Em algumas situações, resta a questão de sua sobrevivência / multiplicação. Pesquisa aleatória, eu mergulhei no livro de Marcel Bouché e me deparei com uma passagem onde ele fala de solos que secam no verão e onde tais espécies de vermes não sobrevivem ... eu teria tinha que tomar nota!

Em qualquer caso, a questão dos efeitos da seca, em espécies que não estão em diapausa ou quiescência, é levantada. Normalmente, as anedotas estão em diapausa, mas nas situações mais graves, elas se aposentam por muito tempo?

je pense faire la même chose, utile ou pas, ça ne coûte rien d'essayer, au moins ça peut aussi aider d'autres, mais je pense qu'il ne faut pas aller les chercher trop loin, nos vers, moi sur tout le lotissement la mairie à garder deux terrains pour faire un espace vert, je vais aller faire une récolte sur cette pelouse, quand il fera plus chaud, soit à 100-150 m de chez moi, je devrai donc être sur le même type de cheptel
0 x
"Aqueles com os maiores ouvidos não são os que ouvem o melhor"
(de mim)
phil53
Grande Econologue
Grande Econologue
mensagens: 987
Inscrição: 25/04/08, 10:26
x 98

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela phil53 » 13/01/19, 13:17

Je les ai prélevé tout proche du jardin.
J ai lu qu' il ne faut pas les disperser quand on les relâche.
Cela augment la possibilité qu' ils se reproduisent beaucoup.
Il faut mieux faire des points de lâcher. Bêtement je les ai dispersé un peu me souvenant que Didier a écrit qu' ils se déplaçaient peu à l horizontal.
0 x
Avatar de l'utilisateur
Did67
mediador
mediador
mensagens: 13595
Inscrição: 20/01/08, 16:34
Localização: Alsácia
x 4620

Re: preguiçoso Jardineiro em Loire Atlantique

não lu mensagempela Did67 » 13/01/19, 14:28

Je pense qu'il faut s'entendre sur les termes :

- vu la quantité que tu avais, il eut été exagéré de les mettre disons sur 1 m² ; dans une vidéo de M. Bouché, on voit une feuille de 1 m² avec la "collecte" éparpillée dessus : d'une part, il n'y a pas 200 ou 300 vers, d'autre part et surtout, il n'y a qu'une poignée de "gros"

- mais en effet, je pense que l'idéal, c'est de faire des petits groupes, de sortes à ce qu'ils se rencontrent quand ils remontent au printemps et s'accouplent... J'en mettrai 3 ou 4 l'espace de 50 cm à la ronde, puis un autre groupe plus loin, etc...

- FiBL os suíços são mais otimistas do que as fontes que eu tinha: eles falam de dez metros por ano, que se sobrepõe um pouco com o documento canadense sobre o qual tínhamos trocado ...

Je pense donc qu'on peut être un peu plus relax. Eh oui, moi aussi j'en apprends tous les jours ! Mais notons que s'accoupler dans un rayon de x m n'est pas synonyme de "migrer" de x m par an. Enfin l'inverse ! L'accouplement peut se faire dans un rayon très proche et les descendants, une fois costauds, migrer pour conquérir leur niche à eux. C'est même assez fréquents. On retrouve des alsaciens en Namibie. Cela ne veut pas dire que les alsaciens cherchent des épouses dans un rayon de 10 000 km !!!
0 x


Voltar para "Agricultura: problemas e poluição, novas técnicas e soluções"

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Não há usuários registrados e convidados 2