Índia poderia abastecer de plástico

óleo vegetal bruto, diéster, bio-etanol ou de outros biocombustíveis, ou o combustível de origem vegetal ...
moinsdewatt
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 4708
Inscrição: 28/09/09, 17:35
Localização: Isére
x 482

pela moinsdewatt » 28/09/15, 18:39

Agilyx USA: Eles tratam 50 toneladas de plástico por dia.

Lutando plasticultura

20 de janeiro de 2014

Em 2001, Kevin DeWhitt arrumou um cubículo de escritório do chão a um teto com plástico, derretendo-o, encheu um caminhão com a gosma líquida e depois dirigiu pelo perímetro de Kelso, Wash., Duas vezes. O que, ele se perguntou, se isso poderia ser feito em uma escala muito maior? Três anos depois, Agilyx em Tigard, Oregon.

Transformar plástico em combustível não é novidade; As áreas de energia e terra da Ásia já o fizeram, por exemplo. Mas tornar comercialmente viável nos EUA exigiu milhões em investimentos e a cooperação de gerentes e refinarias de resíduos. DeWhitt manteve a simplicidade: criar tecnologia para ir onde está o fluxo de resíduos e deixar as refinarias transformarem o óleo em combustíveis viáveis.

“Se pudermos reutilizar os hidrocarbonetos em plástico”, diz DeWhitt, os americanos não terão que perfurar para obter mais petróleo “para substituir o que enterramos em um aterro”. O petróleo também pode ser usado para criar outros materiais que não são queimados. Os EUA reciclam menos de 10% dos plásticos, principalmente garrafas; o restante é jogado em aterros ou enviado para a Ásia.

O Sistema Agilyx, usado pela Waste Management em North Portland, Oregon, pode levar até 50 toneladas por dia de plástico misto sujo, oleoso e difícil de reciclar, como filme plástico e tubos usados ​​na agricultura. O calor do reator quebra as longas e pesadas cadeias poliméricas e as converte em um gás. Após o resfriamento no condensador, a luz, óleo bruto doce escoa para fora. Os subprodutos incluem água, pequenas quantidades de gases inertes e queimados, deixando uma pegada ambiental trivial.

No ano passado, os EUA consumiram cerca de 18.5 milhões de barris de petróleo por dia. A configuração do Agilyx pode capturar combustível suficiente para encher mais de 200 tanques de SUV por dia. Além da Gestão de Resíduos, empresas em Minnesota e Geórgia já adotaram a tecnologia da Agilyx. Pelo menos quatro outras empresas americanas de transformação de plástico em petróleo estão tentando entrar no jogo em escala comercial, e várias outras com operações no exterior esperam expandir para os EUA. Há muito lixo para todos, diz DeWhitt. "Vamos apenas ter certeza de que temos tudo."

http://www.hcn.org/issues/46.1/battling-plasticulture

Há também a empresa CYNAR.

Mas agora, com um barril na 50 $, seu modelo econômico deve ser o pior ...
0 x

Avatar de l'utilisateur
chatelot16
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6960
Inscrição: 11/11/07, 17:33
Localização: Angouleme
x 239

pela chatelot16 » 28/09/15, 18:57

é claro que o baixo preço do petróleo atual não estimula as soluções de recuperação de plástico

mas se fizéssemos melhor uso do plástico como combustível, haveria menos plástico para poluir o mar

Também o liberalismo não sabe administrar o futuro: seria aconselhável favorecer o uso de plástico em centrais térmicas, economizar o óleo e mantê-lo para o material ou é essencial

países quentes não precisam de calor ... países quentes que têm muito sol podem fazer fornos solares para pirolisar plástico ... mesmo que leve 2kwh calor solar para fazer 1kwh combustível com plástico que pode ser rentável porque não há metro no sol ... 2kwh do painel solar é caro para armazená-los em uma bateria ... 2kwh de sol transformado em 1kwh de combustível todo mundo está feliz

único problema, aqueles que têm muito sol atualmente não têm meios industriais para avançar ... e os países ricos não têm sol suficiente para pensar em fornos solares ... e os países ricos ainda são ricos demais procurar fazer economias
0 x
Avatar de l'utilisateur
elefante
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6646
Inscrição: 28/07/06, 21:25
Localização: Charleroi, centro do mundo ....
x 6

pela elefante » 29/09/15, 17:05

Chatelot16 disse:

países quentes não precisam de calor ... países quentes que têm muito sol podem fazer fornos solares para pirolisar plástico ... mesmo que leve 2kwh calor solar para fazer 1kwh combustível com plástico que pode ser lucrativo


Isso é exatamente o que eu penso: um pouco de vale, alguns espelhos montados em postes com painéis solares e lúpulo (e uma cerca para evitar que os curiosos sejam grelados :D )
0 x
elefante Supremo Honorário éconologue PCQ ..... eu sou muito cauteloso, não é rico o suficiente e com preguiça de realmente salvar o CO2! http://www.caroloo.be


Voltar para "biocombustíveis, biocombustíveis, os biocombustíveis, a BTL, combustíveis alternativos não fósseis ..."

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Não há usuários registrados e convidados 7