O bistro do local, de lazer e relaxamento, humor e simpatiaEnergia: não há pressa

Os desenvolvimentos de forums e o site. Humor e convivência entre os membros do forum - Tout est nothing - Apresentação dos novos inscritos Relaxamento, tempo livre, lazer, esportes, férias, paixões ... O que você faz do seu tempo livre? Forum trocas sobre nossas paixões, atividades, lazer ... criativo ou recreativo!
Dearcham
Eu entendo econológico
Eu entendo econológico
mensagens: 105
Inscrição: 29/10/03, 23:55

pela Dearcham » 04/11/03, 14:50

Aqui está o artigo da semana do Sr. Allègre publicado no Express e intitulado como este post.

"O fato de produzirmos 80% de nossa energia usando usinas nucleares está na raiz de nossa independência energética e nossa prosperidade. Sem energia nuclear, teríamos gasto durante as duas crises do Golfo quase 500 bilhões Além disso, a energia nuclear é a única fonte de energia que não contribui para o aumento do CO2 da atmosfera, ou seja, o efeito estufa, o que nos permite adotar a postura de doadores de lições sobre o Protocolo de Quioto, mais do que nunca precisamos consolidar e reafirmar essa opção.


Os alemães abandonaram. Um erro grave. Apesar da pressão dos verdes, o governo francês nunca cedeu. Aposto que na Alemanha qualquer maioria, assim que não precisar mais do Grünen, reverterá essa decisão absurda.


Mas deve-se acrescentar que, se a energia nuclear agora é superior a outras fontes de energia, não é perfeita. Resta o problema dos resíduos radioativos, alguns dos quais permanecerão ativos por mais de um milhão de anos. Devemos, portanto, tomar sérias precauções para não contaminar as gerações futuras. E para dizer que, mesmo que tenhamos evitado o armazenamento absurdo de resíduos em grandes profundidades, os dispositivos atuais não estão isentos de riscos, apesar de todo o progresso que foi feito na indústria de reprocessamento e contenção.


Nesse contexto, o que devemos pensar de um debate nacional sobre energia e que decisões urgentes devemos tomar? O governo deve decidir, por um lado, se envolver ou não no programa EPR e, por outro lado, financiar ou não a maioria do projeto de pesquisa Iter sobre fusão, que então se estabeleceria em Cadarache, na Provença. Vamos ser francos: não há urgência, porque a energia na França não é um problema tópico. Nossas usinas nucleares podem operar até 2040. Esperava-se que durassem trinta anos, mas, por experiência, seu desgaste é baixo. Eles podem durar sessenta anos. Como eles têm em média dezoito anos, calcule! Os americanos também estão emitindo licenças hoje para sessenta anos de operação das plantas. Se você acha que serão necessários dez anos para construir um novo parque, qualquer nova decisão poderá esperar até 2020!


O EPR, reator de água pressurizada, usando uma tecnologia muito mais moderna do que os reatores atuais, a segurança será reforçada e a eficiência aumentada. No entanto, essa não será a solução para os problemas de resíduos que nos preocupam: a EPR produzirá quase tanto tempo de vida útil que as plantas atuais. Além disso, para ser economicamente rentável, seria necessário construir cerca de quinze cópias, enquanto a França deveria lançar apenas uma, devido à sua capacidade excedente na produção de energia. O argumento da exportação também é obsoleto, as necessidades de potenciais compradores, como os chineses, correspondendo a usinas muito mais poderosas que as EPRs. Então você tem que dizer não ao EPR! Mas não vamos fazê-lo durante este ou aquele encontro com os verdes, o que daria a impressão de um desejo preconcebido de abandonar a energia nuclear. Não estamos jogando por razões políticas políticas com o futuro da França!


Temos uma organização de pesquisa de qualidade excepcional em nosso país, chamada Commissariat à l'énergie atomique. Esta organização conseguiu, ao longo do tempo, combinar pesquisa básica e aplicada. Hoje é o único interlocutor respeitado pelos americanos em questões nucleares. Vamos ajudá-lo a desenvolver os reatores de quarta geração, nos quais ele trabalha desde 1998 e que fornecem energia de longa duração sem desperdício. Em vez de reduzir seu orçamento, como atualmente, vamos dar à CEA os meios para realizar sua tarefa. Não tenho dúvidas de que em vinte anos conseguirá resolver o difícil problema dos resíduos.


Quanto à fusão nuclear, no papel, é a solução para todos os problemas de energia "estática", uma vez que não produz desperdício. Mas, há trinta anos, tentamos domesticá-lo pelo processo Tomawak, sem nenhum progresso decisivo. A perseverança às vezes é recompensada. Entretanto, em um contexto orçamentário difícil, enquanto nossa independência energética é garantida por quarenta anos, financiamos a parte principal do programa internacional Iter, enquanto os americanos, os mais ricos, apenas contribuem para isso? 10%? Novamente, é urgente esperar. O fato de montar o local experimental em Cadarache seria apenas uma armadilha. Felizmente, no momento em que a pesquisa francesa for estrangulada, quando as saídas de nossos pesquisadores para o exterior estiverem aumentando, não decidiremos construir o EPR, o que seria um insulto à razão! "

allegre.express@ipgp.jussieu.fr
0 x

Dearcham
Eu entendo econológico
Eu entendo econológico
mensagens: 105
Inscrição: 29/10/03, 23:55

pela Dearcham » 04/11/03, 15:10

Muitas coisas sobre isso.
1-usinas nucleares produzem também Emissões de CO2, mesmo que as quantidades sejam pequenas, em comparação com uma usina a carvão.

2-O governo alemão é forçado a responder a uma certa pressão dos verdes porque eles são representativos da maioria da população (sim, converse um pouco com os alemães, você verá que eles são muito mais conscientes do que os " Francês médio "sobre este assunto -cf doc Arte-)

3-O problema do urânio é, obviamente, o do gerenciamento de resíduos (e de sua eliminação, porque não podemos nos contentar em esperar gentilmente que eles se dignem a se decompor por milhares de anos), mas muitas outras coisas entram em jogo: a perigosidade das instalações (não me lembro mais do nome da usina francesa, localizada no sul no meio de uma área com alta atividade sísmica), o problema do combustível também, porque se sabe que, à taxa de consumo atual ", temos cerca de sessenta anos de reservas de hidrocarbonetos, sabemos menos que as reservas de urânio nos deixam pouco mais de 50 anos.

Nesse caso, por que diabos ele persiste em uma política energética que já reconhecemos como obsoleta? O argumento que fala sobre a reconstrução de um parque a partir de 2020 é igualmente falso, já que não teremos nada para abastecer essas plantas!

"Desenvolver o reator de água pressurizada EPR? Financiar o projeto de pesquisa de fusão Iter? Não há urgência: nossas usinas nucleares podem operar até 2040" Isso não é apenas uma caricatura, mas também título escrito em grande ao lado da coluna de escrita.

Nessas condições, não entendo por que os debates sobre a energia ocorreram com grande custo para o apresentador de TV, para ministros de todos os lados (não, não Bachelot). No final dos debates que, no entanto, me pareciam promissores em energias renováveis ​​em Vilette, o deputado Green Cochin concluiu, entrevistado por um jornalista: "Este debate é apenas uma marionete, pois todos sabemos que as centrais elétricas uma expectativa de vida útil de até 2030 no mínimo ... O governo está novamente demonstrando demagogia sem limites ".
Por que ter um debate com a Force de Lesguy, de Field, de comissões de inquérito, se não é para levá-lo em consideração. minuto para lidar com o problema de energia!
0 x
Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55882
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1707

pela Christophe » 04/11/03, 20:07

Não leio tudo, mas sei do que se trata ... espere para passarmos o ZX na bancada de testes (planejada antes do Natal !!) .. e tudo será publicado em econologia !!!
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias


Voltar para "O bistro do local, de lazer e relaxamento, humor e simpatia"

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Bing [Bot] e os hóspedes 8