Alterações climáticas: CO2, aquecimento, estufa ...As análises sobre o aquecimento global antropogênico

Aquecimento e Mudanças Climáticas: causas, consequências, análise de ... Debate sobre CO2 e outros gases de efeito estufa.
Avatar de l'utilisateur
izentrop
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6648
Inscrição: 17/03/14, 23:42
Localização: picardie
x 526
contato:

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela izentrop » 16/10/16, 20:34

eclectron escreveu:Além do aumento da temperatura global, o que poderia estar causando o aumento do nível do oceano continuamente?
Eu quero um efeito retardado da ascensão dos oceanos em comparação com a elevação da temperatura, ligada ao CO2, devido à inércia térmica da massa dos oceanos.
Mas um efeito de antecipação dos oceanos, terá que ser explicado francamente para mim e, aí, você pode ligar para o seu climatologista. : Mrgreen:
O oceano: “segure a temperatura vai subir por causa de seus idiotas de humanos que vão queimar petróleo e carvão em 85 anos, vai pular, eu derreto um pouco de gelo e geleira quando eu não chegar não fornecer quando chegar a hora " :ri muito:
Como você pede minha opinião:
Nenhum cientista sério chegaria a essa conclusão com tão poucos dados.

Respostas às suas perguntas aqui http://www.clubdesargonautes.org/climat/cc/chap16.php

Não darei uma explicação, mas meu sentimento é mais pessimista do que você em relação ao futuro.
Você deve considerar que a respiração de tudo o que vive na terra, no mar e na atmosfera tem uma enorme influência no clima. Principalmente plâncton http://www.clubdesargonautes.org/faq/pl ... sphere.php .
CO2 aumentando rapidamente, enquanto o oxigênio diminui, teme-se que o desequilíbrio acelere.

O homem sempre acreditou que ele é superior à natureza e destrói o equilíbrio dos ecossistemas, enquanto ele é uma gota de água do oceano.
Pescar demais em um desastre, mas não é a única causa do desaparecimento de peixes. A comida deles está se tornando escassa.
a maioria dos seres vivos respira: eles queimam carbono para suas necessidades energéticas e, como a indústria humana, isso produz CO2. A respiração ocorre dentro dos organismos e requer matéria carbonácea e, mais frequentemente do que não, oxigênio. O fato de a água do mar ser mais ou menos ácida não altera muito as condições respiratórias, mas essa acidez anda de mãos dadas com um aumento na pressão parcial de CO2 (veja a equação 1); Para evacuar o dióxido de carbono resultante de sua respiração, os organismos marinhos deverão, portanto, lutar contra um gradiente menos favorável de dióxido de carbono, e isso pode exigir gasto energético adicional e uma desvantagem para as espécies mais sensíveis a ela.

Os organismos dotados de fotossíntese, ou seja, essencialmente algas e cianobactérias, usam CO2 e energia luminosa para fabricar seus constituintes. Em um oceano mais rico em CO2, esses organismos terão que gastar menos energia para mobilizar o CO2 necessário, e a fotossíntese deve ser estimulada. No entanto, esse efeito benéfico varia de acordo com a espécie: algumas serão favorecidas, outras menos ou nada. Portanto, mudanças na biodiversidade são esperadas, com possíveis consequências para as cadeias alimentares e a pesca.
Declínio de plâncton ameaça humanos.

As correntes marítimas el nino e nina também influenciam o nível do mar
Imagem
Dernière édition par izentrop o 16 / 10 / 16, 20: 41, 1 editada uma vez.
0 x
“Detalhes fazem perfeição e perfeição não é detalhe” Leonardo da Vinci

eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1995
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 215

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela eclectron » 16/10/16, 20:37

sen-no-sen escreveu: Não foi isso que eu quis dizer, meu comentário foi baseado no estudo retrospectivo e no paradoxo de Simpson, ou seja, podemos fazer as coisas dizerem para um gráfico oposto à sua realidade.

Sim, eu mais ou menos entendi isso. : Cheesy:
No caso específico do que estou explicando, qual seria o "oposto da realidade", já que você gostaria de introduzir essa noção?

Suponha que minha curva do nível do mar esteja errada e a sua esteja certa.
Imagem
2 maneira de ver essa curva, tendência em azul claro ou roxo. não há ruptura desde 1945, mas possivelmente antes.
Como você explica a correlação com o aumento de CO2 desde 1945.
Essa é a preocupação. : Roll:
imprecisão das medições? se estamos lá, não há mais nada a dizer sobre o assunto, então ...

E se não ainda não?
Você tem provas de que os cientistas que trabalham para o IPCC agora levam em consideração as nuvens na modelagem por computador?
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela
Avatar de l'utilisateur
sen-no-sen
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6507
Inscrição: 11/06/09, 13:08
Localização: Alta Beaujolais.
x 510

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela sen-no-sen » 16/10/16, 21:09

eclectron escreveu:Suponha que minha curva do nível do mar esteja errada e a sua esteja certa.



Não há nada para admitir, simplesmente não havia satélites artificiais no espaço em 1880 ...
Somente com extrapolações de medidores de maré (localizados em países industrializados) é que é possível estabelecer aproximadamente a temperatura dos oceanos.


Imagem

http://www.ipcc.ch/graphics/ar4-wg1/jpg/fig-5-13.jpg

Em vermelho: reconstrução do nível do mar; em azul: medição de medidores de marés; em preto: altimetria por satélite desde 1992. Os níveis são dados em milímetros, em comparação com a média dos anos de 1961 a 1990. As barras de erro são de 90% de confiança.

Figura do relatório do Grupo de Trabalho I (GT1) do IPCC 2007, "Elementos científicos", resumo técnico, página 50. O documento completo em francês pode ser baixado do link: http://www.ipcc.ch/pdf/assessment-repor ... -ts-fr.pdf (18,2 H)

Fonte: http://www.ipcc.ch/graphics/ar4-wg1/jpg/fig-5-13.jpg, acessível a partir de http://www.ipcc.ch/publications_and_dat ... -3-3-3.htm


2 maneira de ver essa curva, tendência em azul claro ou roxo. não há ruptura desde 1945, mas possivelmente antes.
Como você explica a correlação com o aumento de CO2 desde 1945.


Uma correlação não significa que os dois gráficos devem estar perfeitamente colados ...
Como mencionado anteriormente, existem dois efeitos convergentes e divergentes que tendem a suavizar eventos (absorção de CO2 atmosférico pelos oceanos, efeito guarda-sol), porém a tendência é muito clara.

Além disso, é bem possível que o futuro não seja tão quente quanto se gostaria de pensar, porque uma grande quantidade de energia térmica poderia ser dissipada mecanicamente por ciclones e tempestades de todos os tipos ...



E se não ainda não?



: Arrowd:
Atualmente, existem uma dúzia de climatologias de nuvem, estabelecido a partir de diferentes instrumentos espaciais (explorando diferentes domínios do espectro eletromagnético, em diferentes resoluções espaciais e temporais). Como parte de uma avaliação coordenada internacionalmente (GEWEX Cloud Assessment), isso resulta em um banco de dados comum para estudos climáticos. A análise das climatologias reunidas nesta base de dados destacou as diferentes sensibilidades dos instrumentos e métodos de restituição, em particular as nuvens cirros e nuvens baixas. Apesar dessas diferentes sensibilidades, os ciclos sazonais e a variabilidade regional nas propriedades das nuvens são bastante bem determinado a ser usado na avaliação de modelos climáticos. Detectar a mudança climática e atribuir uma mudança a processos específicos, no entanto, requer análises cuidadosas, usando a sinergia de várias variáveis ​​de diferentes climatologias, especialmente porque muitas tendências são pequenas em comparação à sua variabilidade em curto prazo.

http://www.upmc.fr/fr/recherche/actualites_de_la_recherche/dossiers_thematiques/les_sciences_du_climat_a_l_upmc/dans_les_airs/les_nuages_quel_role_jouent_ils_dans_le_climat.html

Outro ponto, o IPCC não é a única organização a estudar o CR, existe o CNRS e centenas de laboratórios em todo o mundo (MIT CallTech) ... que convergem para um consenso sobre a implicação das atividades humanas em climas ...
0 x
"Às vezes, a engenharia é saber quando parar" Charles De Gaulle.
Avatar de l'utilisateur
izentrop
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6648
Inscrição: 17/03/14, 23:42
Localização: picardie
x 526
contato:

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela izentrop » 16/10/16, 22:06

sen-no-sen escreveu: é bem possível que o futuro não seja tão quente quanto se gostaria de pensar, porque uma grande quantidade de energia térmica poderia ser dissipada mecanicamente por ciclones e tempestades de todos os tipos ...
Quem escreve isso?
0 x
“Detalhes fazem perfeição e perfeição não é detalhe” Leonardo da Vinci
eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1995
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 215

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela eclectron » 16/10/16, 23:42

sen-no-sen escreveu:
eclectron escreveu:Vamos admitir que minha curva do nível do mar está errado e que seu seja justo.



Não há nada para admitir, simplesmente não havia satélites artificiais no espaço em 1880 ...não é brincadeira? nenhuma relação com o objeto das 2 curvas ligeiramente diferentes, embora deva ter sido feita com os mesmos meios de medição
Somente com extrapolações de medidores de maré (localizados em países industrializados) é que é possível estabelecer temperatura o nível oceanos.


Imagem

http://www.ipcc.ch/graphics/ar4-wg1/jpg/fig-5-13.jpg

Em vermelho: reconstrução do nível do mar; em azul: medição de medidores de marés; em preto: altimetria por satélite desde 1992. Os níveis são dados em milímetros, em comparação com a média dos anos de 1961 a 1990. As barras de erro são de 90% de confiança.

Figura do relatório do Grupo de Trabalho I (GT1) do IPCC 2007, "Elementos científicos", resumo técnico, página 50. O documento completo em francês pode ser baixado do link: http://www.ipcc.ch/pdf/assessment-repor ... -ts-fr.pdf (18,2 H)

Fonte: http://www.ipcc.ch/graphics/ar4-wg1/jpg/fig-5-13.jpg, acessível a partir de http://www.ipcc.ch/publications_and_dat ... -3-3-3.htm


2 maneira de ver essa curva, tendência em azul claro ou roxo. não há ruptura desde 1945, mas possivelmente antes.
Como você explica a correlação com o aumento de CO2 desde 1945.


Uma correlação não significa que os dois gráficos devem estar perfeitamente colados ...não brinca, você não vê que eu estou colocando linhas de tendência e é disso que estou falando? e que não existe uma pequena relação com o aumento do CO2, finalmente, se os 2 crescerem em função do tempo, o nível do mar muito antes do CO2 ...
Como mencionado anteriormente, existem dois efeitos convergentes e divergentes que tendem a suavizar eventos (absorção de CO2 atmosférico pelos oceanos, efeito guarda-sol), porém a tendência é muito clara. Ah, sim, qual deles você está falando?

Além disso, é bem possível que o futuro não seja tão quente quanto se gostaria de pensar, porque uma grande quantidade de energia térmica poderia ser dissipada mecanicamente por ciclones e tempestades de todos os tipos ...
o oposto também é muito possível, consulte a página 60/73 do pdf Mudanças climáticas co2 / análise-on-aquecendo-climáticas antropogênicas-t7605.html # p126204



E se não ainda não?



: Arrowd:
Atualmente, existem uma dúzia de climatologias de nuvem, estabelecido a partir de diferentes instrumentos espaciais (explorando diferentes domínios do espectro eletromagnético, em diferentes resoluções espaciais e temporais). Como parte de uma avaliação coordenada internacionalmente (GEWEX Cloud Assessment), isso resulta em um banco de dados comum para estudos climáticos. A análise das climatologias reunidas nesta base de dados destacou as diferentes sensibilidades dos instrumentos e métodos de restituição, em particular as nuvens cirros e nuvens baixas. Apesar dessas diferentes sensibilidades, os ciclos sazonais e a variabilidade regional nas propriedades das nuvens são bastante bem determinado a ser usado na avaliação de modelos climáticos. Detectar a mudança climática e atribuir uma mudança a processos específicos, no entanto, requer análises cuidadosas, usando a sinergia de várias variáveis ​​de diferentes climatologias, especialmente porque muitas tendências são pequenas em comparação à sua variabilidade em curto prazo.

http://www.upmc.fr/fr/recherche/actualites_de_la_recherche/dossiers_thematiques/les_sciences_du_climat_a_l_upmc/dans_les_airs/les_nuages_quel_role_jouent_ils_dans_le_climat.html
Nunca duvidei por um momento a importância das nuvens no clima e que isso é objeto de estudos, mas as nuvens hoje estão integradas à modelagem sintetizada pelo IPCC?

Outro ponto, o IPCC não é a única organização a estudar RC,especialmente porque o GEIC não estuda nada, mas sintetiza o trabalho das pessoas que você cita:existe o CNRS e centenas de laboratórios em todo o mundo (MIT CallTech) ... que convergem para um consenso sobre a implicação das atividades humanas em climas ...
você me surpreende que haja convergência ...

alguns comentários em verde na sua mensagem.

Bem, isso gira nossos negócios em círculos e ainda não sabemos por que o nível do mar sobe antes do CO2, já discutido aqui:
climate-change-co2 / análise-on-aquecimento-clima-antropogênica-t7605-120.html # p310371
o único argumento proposto encontrado em seu pdf é a acidificação dos oceanos
A diminuição do pH do oceano diminui a profundidade abaixo da qual o carbonato de cálcio se dissolve
e aumenta o volume do oceano

http://www.ipcc.ch/pdf/assessment-repor ... -ts-fr.pdf
Essa dissolução é suficiente para explicar o aumento do mar medido desde 1870?
Duvido, mas resta verificar.
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela

eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1995
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 215

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela eclectron » 17/10/16, 00:00

izentrop escreveu:Como você pede minha opinião
sim com prazer. Eu te empurrei um pouco ... mas você também antes : Wink:
Nenhum cientista sério chegaria a essa conclusão com tão poucos dados.

Não sou científico nem sério!
Estou brincando, sou cientista. : Cheesy:
não, apenas uma piada séria. : Wink:


Vou investigar amanhã se eles falarem sobre o aumento do nível do mar (causas)

e concordo com você que o CO2 é ruim para o oceano e, portanto, para a vida em geral.
concordamos que o aquecimento trará muitos transtornos para a natureza conosco.
a questão é: somos responsáveis ​​pelo CO2 antropogênico? a resposta é obviamente sim.
somos responsáveis ​​pelo aquecimento global? provavelmente em parte, mas parece ter começado antes de colocarmos nosso grão de sal (CO2).

O sistema terrestre parece mais robusto do que aquilo que gostamos de ter medo:
as temperaturas medidas estão abaixo das previsões do IPCC, por exemplo.
infelizmente, isso não prejudica a acidificação dos oceanos ...
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela
Avatar de l'utilisateur
Obamot
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 13791
Inscrição: 22/08/09, 22:38
Localização: regio genevesis
x 592

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela Obamot » 17/10/16, 01:24

eclectron escreveu:[...] quem desistiu do caso. : Wink:

Eles não tinham absolutamente nada, então não podiam deixar ir : Mrgreen:

Além disso, não entendo que prazer inteligente você teve em reviver o assunto (você mesmo disse que era inútil ...) :ri muito:
Precisa de reconhecimento? Porque, entre nós, você é melhor do que aliboron, que ruge por grãos.

Para mim, é muito difícil contrariar as leis da física, uma vez que é impossível (e se de fato existiriam outras e que não as conhecemos - bah, então teríamos que olhar nos bósons ou na matéria escura ou mesmo anti-matéria? Então, não na Terra ... e nada para aquecer os oceanos, esfrie-os ainda mais ... não mais do que haveria um vórtice no horizonte :ri muito: - ainda seria portanto necessário que estas hipotéticas "novas leis" tivessem uma compatibilidade total umas com as outras e com aquelas que conhecemos ... (não é portanto amanhã na véspera que isto surgirá e novamente menos uma de nossas duas metades de "experts" com seus copiados / colados que poderiam nos dizer, lol) : Mrgreen: é, portanto, óbvio que as temperaturas aumentam ANTES da liberação de CO2 na atmosfera, caso contrário, precisaríamos de uma antese em concreto armado que ainda estamos esperando), e que nos explicaria como seria 0,33% dos gases de efeito estufa de origem antropogênica, poderia ter alavancagem suficiente para aquecer a atmosfera (e, portanto, e especialmente os oceanos) e que isso acontecesse ANTES do aumento das temperaturas que estamos experimentando atualmente (o que mostra que em nenhum caso eles podem visto sendo aumentado à medida que o IPCC procura promovê-lo). E o metano quase não mudou ...! Falando em tório, acho que se tivéssemos sido capazes de aquecer todos os oceanos por -100 anos, com tudo o que a Terra contém, teria sido insuficiente: teria sido um fracasso completo desde o primeiro ano ... e ainda seria necessário manter continuamente um aumento progressivo por 000 anos (o que não era necessário desde a pegada de CO2 do homem, para o que possivelmente seria significativo, data de menos de um século, o que nos dá uma segunda impossibilidade), entendemos melhor por que, as interações com esses volumes de água, por um período tão longo ( ou menos, menos de um século): são falhas grosseiras e, diante disso, a tese do IPCC é insustentável ...
0 x
A grande imprensa escondida: ABC2019, Izentrop-LOL, Pédro-de-LOL, SC-Simple-comme-bon-LOL
Avatar de l'utilisateur
Obamot
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 13791
Inscrição: 22/08/09, 22:38
Localização: regio genevesis
x 592

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela Obamot » 17/10/16, 01:58

PS: outro ponto da química contradiz a tese do IPCC, é que quanto mais a temperatura aumenta, maior a solubilidade do CO2 cair na água (a menos que ela possa se liberar na atmosfera por si mesma). Basicamente, quanto mais o efeito estufa aumenta, mais ele cria as condições favoráveis ​​à sua desaceleração ... (O que poderia explicar o ponto de equilíbrio atual e, portanto, provaria de fato que o professor Courtillot e suas equipes estão certos. Ainda não o demonstrei em escala planetária : Mrgreen: nem o IPCC vice-versa ...)

É um experimento químico divertido que todos podem fazer em casa com uma garrafa de água com gás da geladeira. No início, quando a garrafa é aberta quando a pressão interna é ajustada à pressão atmosférica, o CO2 libera o desafio-desafio. E quanto maior a temperatura da água na garrafa, menos CO2 liberado ... Até a água não brilhar mais na boca: a quantidade de CO2 restante, levando em consideração a temperatura ambiente e a pressão: atingiram seu ponto de equilíbrio e não há mais CO2 que é liberado.

Podemos verificar isso esvaziando a garrafa de uma terceira pessoa e, em seguida, enchendo-a novamente, tendo o cuidado de beliscar o plástico para deixar sair o ar até que a água esteja em contato direto com a tampa e aqui fechamos a garrafa com força (precisamos perder um pouco de água para que ela continue a escapar enquanto parafusamos a tampa, para que não haja mais ar quando a tampa estiver fechada ). Bem, ao contrário de todas as expectativas, o CO2 continua sendo liberado na garrafa - tanto que existe uma ilusão de que o ar pode ter entrado na garrafa bem fechada ... - e o ponto de equilíbrio será atingido, não importa o que façamos. .. (É por isso que este método não permite manter a água gaseificada ... ainda gaseificada ... [em uma garrafa já aberta] não prolonga o prazo ou não será mais: é uma questão de temperatura, tempo e pressão ... barra de pontos)
0 x
A grande imprensa escondida: ABC2019, Izentrop-LOL, Pédro-de-LOL, SC-Simple-comme-bon-LOL
Avatar de l'utilisateur
izentrop
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6648
Inscrição: 17/03/14, 23:42
Localização: picardie
x 526
contato:

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela izentrop » 17/10/16, 08:54

eclectron escreveu:O sistema terrestre parece mais robusto do que gostamos de ter medo
Para informação, os níveis atuais estão acima de 400 ppm, o que nunca aconteceu desde o aparecimento do Homem, níveis preocupantes e que provavelmente não estão abaixo do limite crítico de 400 ppm .

Como poderia tanto CO2 ter carregado a atmosfera tão rápida e brutalmente? Como explica Tammo Reichgelt, durante as eras glaciais, o carbono é armazenado de diferentes maneiras. "Ou está preso no permafrost ou está enterrado no oceano em forma orgânica. Não sabemos exatamente como o carbono é encontrado na atmosfera, mas assim que o fenômeno começa, ele deve continuar e acelerar por meio de mecanismos de feedback positivo. Antes dos níveis de CO2 subirem 23 milhões de anos atrás, houve um período particularmente severo de glaciação; suspeita-se que uma quantidade incomum de carbono tenha sido armazenada naquele momento, antes de ser liberada. A Antártica parece particularmente sensível a esse fenômeno, principalmente porque a calota de gelo é mais facilmente destruída do que reconstruída ". De fato, quando esses limites críticos são atingidos, leva milhões de anos para a Antártica se recuperar. http://sciencepost.fr/2016/10/on-sait-e ... s-dannees/
Mais CO2 também é menos oxigênio
os oceanos representam aproximadamente 71% da superfície da Terra. Eles produzem entre 50 e 70% do oxigênio que respiramos. https://reporterre.net/L-ocean-merite-t ... -attention
Talvez devêssemos parar de focar em um detalhe que apenas os cientistas possam explicar.

Quais são as motivações de um Courtillot para negar as conclusões da maioria de seus pares?
O tempo está se esgotando para reagir e os climáticos são um obstáculo. https://blogs.mediapart.fr/fabriceflipo ... e-au-point
0 x
“Detalhes fazem perfeição e perfeição não é detalhe” Leonardo da Vinci
eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1995
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 215

Re: Análise do aquecimento global antropogênico

pela eclectron » 17/10/16, 09:18

Obamot escreveu:
Além disso, não entendo que prazer inteligente você teve em reviver o assunto (você mesmo disse que era inútil ...) :ri muito:
Precisa de reconhecimento? Porque, entre nós, você é melhor do que aliboron, que ruge por grãos.

Felizmente, a esperança está subindo das cinzas! : Cheesy:
Sim, não vi saída do diálogo (eu) surdo (alguns outros : Roll: !) :ri muito:
isso é suficiente para estabelecer um diálogo sereno agora! :ri muito:

Eu gosto de aprofundar e entender, é isso que me motiva neste caso, conhecer a última palavra da verdade. Trabalho de repente, mas não desisti do caso. Faz anos que me interesso pelo assunto e nunca avancei tanto quanto desde que me deparo com contradições. : Wink:
Devo dizer que, enquanto isso, mudei de lado ...

se eu acredito na Bíblia dos argonautas, querida para Izentrop, o aumento do nível do mar tem apenas uma fonte:a temperatura!
Temperatura em diferentes formas, principalmente derretimento de blocos de gelo, geleiras e expansão térmica.
Que senso comum já suspeitava, mas é bom confirmá-lo por cientistas sérios. : Wink:
para mais detalhes veja aqui:
http://www.clubdesargonautes.org/faq/niveauocean.php#4


Bem, aqui estamos novamente começando quadrado + epsilon, em 1870, com os oceanos subindo continuamente e a uma taxa quase constante. (Especifico para o sen-no-sen que estou interessado apenas nas pesadas tendências das curvas e não no ruído das curvas, não é significativo para o que nos interessa).

e posso ter uma conclusão do dia que pode ser diferente amanhã, quem sabe? : Roll: :
a única fonte conhecida de elevação do oceano é a temperatura, muito antes do CO2 antropogênico e seus efeitos serem significativos.
Então, nós estamos na presença de um aquecimento global natural momentâneo ou não (quem pode dizer, uma vez que é negado?) cuja causa pode ser o sol ou outro fenômeno a ser determinado, mas certamente não o CO2 antropogênico.
O CO2 antropogênico tem efeitos muito negativos nos oceanos, acidificando-os e possivelmente gera um efeito estufa significativo, mas resta extrair sua contribuição do aquecimento natural.

Por enquanto, deixarei lá, a menos que eu seja criado *!? :ri muito:
* que eu particularmente não quero, pois essa atividade consome muito tempo ... mas é interessante.
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela


 


  • tópicos similares
    Respostas
    Visualizações
    mensagem dernier

Voltar para "Mudanças Climáticas: CO2, aquecimento, efeito estufa ..."

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Não há usuários registrados e convidados 7