Política energética

Energias renováveis, exceto energia solar ou térmica (verforums dedicado abaixo): turbinas eólicas, energias marinhas, hidráulica e hidroeletricidade, biomassa, biogás, energia geotérmica profunda, etc.
BobFuck
Eu postei mensagens 500!
Eu postei mensagens 500!
mensagens: 534
Inscrição: 04/10/12, 16:12
x 1

pela BobFuck » 05/07/13, 22:29

chatelot16 escreveu:O que não entendo é que deveria ter passado pelas críticas de outras vozes do partido ecológico, razão pela qual!


Para isso, você precisa de um neurônio. Os ministros que temos são búzios.
0 x

Ahmed
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 9531
Inscrição: 25/02/08, 18:54
Localização: Borgonha
x 1020

pela Ahmed » 06/07/13, 23:15

Sen-no-sen, Você escreve:
Sendo o fenômeno retro-atuante, adquire uma potência proporcional ao seu uso, daí sua forma totalitária e "totalizante" que vemos há várias décadas ...

A luta pelo domínio certamente explica muitas coisas, e eu também sou um cuidadoso leitor de Henri Laborit, Contudo ...
Considere a projeção que fez Darwin de seu contexto sócio-histórico nas sociedades animais e que o levou a suas teorias sobre seleção natural por competição (que foram então usadas para justificar a naturalidade da desigualdade social!), teorias cegas a todos os processos de cooperação intra e interespecífica.
Não podemos legitimamente nos perguntar sobre o foco de H. Laborit no domínio, a principal característica da micro-sociedade científica em que ele desenvolveu suas próprias teorias? Também não podemos pensar que as interações entre os seres humanos, por mais necessárias que sejam, poderiam ser direcionadas para a necessidade lógica de reconhecimento, em vez de despejar qual seria sua forma patológica, a necessidade de domínio?

Um pequeno exemplo dessas lutas pela dominação é a expulsão de D. Batho do seu post.
Felizmente, isso não é importante para a ecologia, que não está preocupada.
O que a ecologia poderia significar para um governo obcecado com "criação de empregos" e "crescimento" senão uma folha decorativa?
0 x
"Acima de tudo, não acredite no que estou lhe dizendo."
Avatar de l'utilisateur
chatelot16
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6960
Inscrição: 11/11/07, 17:33
Localização: Angouleme
x 239

pela chatelot16 » 07/07/13, 00:40

ambientalistas poderiam deixar claro que o mundo tem mais de um dimenson! a escolha a fazer é não aumentar ou diminuir

o que deve ser feito é aumentar o que é útil e diminuir o que é prejudicial e inútil

há tanto desperdício no mundo atual que podemos progredir sem crescimento global!
0 x
bambu
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1534
Inscrição: 19/03/07, 14:46
Localização: Breizh

pela bambu » 07/07/13, 08:47

Ahmed escreveu:Se a economia é sinônimo de desenvolvimento infinito, não é em virtude de um postulado que eu formularei, mas por uma simples observação.

Esta observação baseia-se no uso feito dela hoje.
Há outros.
Se a economia fosse baseada na troca de um recurso finito (vamos pegar o ouro, já que ele já foi usado para esse fim), não poderíamos comprar mais do que aquilo que possuímos.
0 x
Ahmed
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 9531
Inscrição: 25/02/08, 18:54
Localização: Borgonha
x 1020

pela Ahmed » 07/07/13, 09:14

O desperdício é parte integrante do funcionamento da economia, a tal ponto que é uma condição essencial para ele.
A crise de superprodução que estamos enfrentando está ligada ao aumento da produtividade e à redução conjunta da massa salarial.
Além disso, a economia reconhece como "útil" apenas o solvente que precisa ... Devido à crescente desigualdade, só o que é inútil pode crescer significativamente.

@ Bambou:
Uma observação leva em conta os fatos, suponho que você queira dizer que existem outras possibilidades.
Você escreve:
Se a economia se baseasse na troca de um recurso finito ..., ... não poderíamos comprar mais do que possuímos.

Sua observação é muito correta e é por essa razão que o crédito foi essencial para o desenvolvimento da economia: a princípio, permitiu antecipar ganhos futuros que, de outra forma, nunca teriam acontecido, em segundo lugar, a nova queda na lucratividade levou ao uso de dívidas que nunca serão pagas (já que é o empréstimo que agora resgatou essa queda): essa é a situação atual.

O objetivo da economia capitalista (para mim um pleonasmo), seja privada ou estatal, é que uma quantia investida no início seja encontrada no final de um processo aumentado por um ganho: essa simples consideração excluiu o fixismo que você oferece.
0 x
"Acima de tudo, não acredite no que estou lhe dizendo."

BobFuck
Eu postei mensagens 500!
Eu postei mensagens 500!
mensagens: 534
Inscrição: 04/10/12, 16:12
x 1

pela BobFuck » 07/07/13, 12:31

Ahmed escreveu:O que a ecologia poderia significar para um governo obcecado com "criação de empregos" e "crescimento" senão uma folha decorativa?


Nosso querido governo não está de forma alguma "obcecado" pela geração de empregos e pelo crescimento: seus representantes só falam disso em seus discursos porque a população gostaria de ter um emprego e, portanto, dinheiro.

O governo também fala de ecologia, com as tradicionais palavras vazias ("sustentável" etc.) porque atrai eleitores sensíveis ao assunto.

Nos dois casos, a política seguida é exatamente o oposto do discurso: destruição de empregos, crescimento, liberdade e meio ambiente.

Qualquer pensamento sério sobre qualquer coisa revelaria a estupidez das políticas seguidas e, portanto, é cuidadosamente descartado ...
0 x
Ahmed
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 9531
Inscrição: 25/02/08, 18:54
Localização: Borgonha
x 1020

pela Ahmed » 07/07/13, 13:10

Claro, é no nível de sua fala que se localiza sua "obsessão", de resto eles dificilmente têm ilusões, ocupados demais em despertar nos outros ...
0 x
"Acima de tudo, não acredite no que estou lhe dizendo."
Ahmed
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 9531
Inscrição: 25/02/08, 18:54
Localização: Borgonha
x 1020

pela Ahmed » 08/07/13, 19:22

Conforme F. Nicolino, Philippe Martin é fundamentalmente hostil ao gás de xisto e aos OGM; será interessante observar como suas convicções podem coexistir com o papel que ele terá que desempenhar no âmbito de sua função ... Hum! Imagem
0 x
"Acima de tudo, não acredite no que estou lhe dizendo."
Janic
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 10479
Inscrição: 29/10/10, 13:27
Localização: Borgonha
x 588

pela Janic » 09/07/13, 20:36

hoje à noite no dia 7 às 20:40: Gasland, documentário sobre gás de xisto
0 x
Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9577
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 589

pela Remundo » 09/07/13, 21:24

Ahmed escreveu:Conforme F. Nicolino, Philippe Martin é fundamentalmente hostil ao gás de xisto e aos OGM; será interessante observar como suas convicções podem coexistir com o papel que ele terá que desempenhar no âmbito de sua função ... Hum! Imagem

efetivamente ...

Como o BATHO foi basicamente demitido para ser hostil ao GdS + Nuclear e ter uma ideia bastante coerente do que deve ser a transição energética
0 x
ImagemImagemImagem


 


  • tópicos similares
    Respostas
    Visualizações
    mensagem dernier

Voltar para "hidráulica, eólica, geotérmica, energia marinha, biogás ..."

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Não há usuários registrados e convidados 15