injeção de água em motores: montagens e experimentosBMW E39 525D M57 Engine - Gillier Pentone Study

Edições e alterações aos motores, experiências, descobertas e idéias.
Avatar de l'utilisateur
Krysaphir
Descobri econológico
Descobri econológico
mensagens: 3
Inscrição: 31/10/17, 11:46
Localização: Vannes (56)
x 2

BMW E39 525D M57 Engine - Gillier Pentone Study

pela Krysaphir » 31/10/17, 12:11

Bom Dia,

Eu ouvi recentemente sobre o sistema Gillier Pentone de um amigo belga e fiquei surpreso com o que ele disse.
Estou explicando a você como ele me explicou enquanto discutia as leis ecológicas mais recentes e o aumento permanente do preço do diesel.
Segundo ele, um de seus antigos conhecidos na Bélgica (portanto, o contato perdido não é verificável) usa uma névoa de água diretamente nos injetores e reduziu o consumo de combustível em 75%.

Apesar do surrealismo dessas observações, minha curiosidade me fez documentar na rede dizendo que ele tinha que aumentar um pouco os números.
Foi quando me deparei com um artigo sobre o sistema Gillier montado em trator e depois forum en forum Voltei ao sistema Gillier Pentone.

Vi que os ganhos a esperar não são 75%, mas alternam entre 20% e 30%, mas tudo o que é ganho é bom de se fazer.

Agora que resumi a origem de meu interesse no Pentone de Gillier, expus meus pensamentos e espero que você possa me ajudar a seguir em frente.

Primeiro de tudo, meu veículo: BMW E39 525D Tourring da 2001 com motor BVA e M57.

Comecei estudando o reator que é o coração do sistema e já vejo a primeira dificuldade de implementação.
Minha linha de escape está equipada com um filtro de partículas (fonte: http://www.realoem.com/bmw/fr/showparts?id=DP01-EUR-01-2001-E39-BMW-525d&diagId=18_0714):
E39-Echappement.png
E39-Escape.png (15.44 KIO) Acessado vezes 5827


Não vejo como adicionar o reator na parte ascendente do escapamento sem remover o filtro de partículas, o que me impedirá de passar no controle técnico.

Se algum de vocês pudesse me ajudar a avançar nesse primeiro ponto de bloqueio, ficaria grato.
(E se houvesse bretões no forum com quem eu poderia falar sobre a edição deles seria o ideal :) )

Bonne journée,
Krys.
1 x

Avatar de l'utilisateur
Flytox
mediador
mediador
mensagens: 13923
Inscrição: 13/02/07, 22:38
Localização: Bayonne
x 579

Re: BMW E39 525D M57 Engine - Estudo de Gillier Pentone

pela Flytox » 31/10/17, 23:44

Olá Krysaphir, bem-vindo ao Econo.

Krysaphir escreveu:... Segundo ele, um de seus antigos conhecidos na Bélgica (perdeu o contato, portanto não é verificável) usa uma névoa de água diretamente nos injetores e reduziu o consumo de combustível em 75%.

Chai não como ele se encaixa .... mas reduza sua conso 75% é qualquer coisa, ou seu veículo está em um estado terrível avançado e o primeiro mecânico na esquina teria feito o mesmo reparando o carro


Vi que os ganhos a esperar não são 75%, mas alternam entre 20% e 30%, mas tudo o que é ganho é bom de se fazer.

Os ganhos de 20 ou 30% provados e não imaginados são excepcionais e dizem respeito apenas aos motores originais, que não são muito sóbrios. Nunca encontrou nenhuma evidência recente de mecanismo cheia de componentes eletrônicos melhorada nessas proporções!


Agora que resumi a origem de meu interesse no Pentone de Gillier, expus meus pensamentos e espero que você possa me ajudar a seguir em frente.

Primeiro de tudo, meu veículo: BMW E39 525D Tourring da 2001 com motor BVA e M57.

Você pode nos dar as características deste mecanismo? Cilindro, diesel, gasolina, potência, turbo, conso de origem etc ...

Comecei estudando o reator que é o coração do sistema e já vejo a primeira dificuldade de implementação.
Minha linha de escape está equipada com um filtro de partículas (fonte: http://www.realoem.com/bmw/fr/showparts?id=DP01-EUR-01-2001-E39-BMW-525d&diagId=18_0714):
E39-Echappement.png

Não vejo como adicionar o reator no a parte ascendente do escapamento sem remover o filtro de partículas, o que me impedirá de passar no controle técnico.

Você pode nos colocar a linha de escape completa, não vejo do que você está falando. (foto ou diagrama).

AMHA, remover o filtro de partículas não é uma boa hipótese de trabalho. Se você deseja melhorar a conso e / ou a poluição, isso deve ser resolvido.
O Gillier Pantone reduz:
- o cons (sob certas condições).
- poluição (sob certas condições).
Mas em nenhum caso ele permite suprimir a emissão de partículas, apesar de toda a besteira que alguns dizem na rede.

Se algum de vocês pudesse me ajudar a avançar nesse primeiro ponto de bloqueio, ficaria grato.

Você está no lugar certo ... : Mrgreen:
1 x
A razão é a loucura do mais forte. A razão para o menos forte é loucura.
[Eugène Ionesco]
http://www.editions-harmattan.fr/index. ... te&no=4132
Avatar de l'utilisateur
Krysaphir
Descobri econológico
Descobri econológico
mensagens: 3
Inscrição: 31/10/17, 11:46
Localização: Vannes (56)
x 2

Re: BMW E39 525D M57 Engine - Estudo de Gillier Pentone

pela Krysaphir » 02/11/17, 09:06

Olá Flytox,

Longe de mim, a idéia de remover o PAF, sei que sua composição e utilidade é simplesmente que sua localização me parece embaraçosa.
Sou bastante cuidadoso com a mecânica do meu carro que mantém o cavalo viajando para longe.
Eu gostaria de ter um feedback sobre quem instalou o GP em motores de alta quilometragem como o meu.

Se, como muitas pessoas afirmam, esse sistema limpa gradualmente a câmara de combustão, o que acontece?
Que eu saiba, com o tempo dos imbrulés chegamos a depositar na parede da sala.
O pistão ganha vida, esfrega esses depósitos e se desgasta com o tempo, mas o selo permanece bom.
Se esses depósitos desaparecerem, o óleo não sobe no pistão para se juntar à combustão?
(Por já ter visto motores rodando atrás do óleo injetado por um turbo HS, sei que não é uma coisa boa)

Eu tenho um dreno planejado neste fim de semana, aproveitarei a oportunidade para tirar a linha de escape completa na foto.
Enquanto espero a foto, tentarei descrever com palavras.
A parte do diagrama (com o FAP) é conectada apenas à saída do turbo e já usa o calor de exaustão para se limpar.
No outro extremo, a linha de escape continua plana para a traseira do veículo. (Mas será mais claro na foto : Wink: )

Quanto ao mecanismo, aqui está o que posso dizer:
Modelo: BMW M57D25 (Motor de cilindro em linha 6)
Capacidade do cilindro: 2,5L (2497cc)
Potência: 120kw (163 hp)
Combustível: Diesel (Injeção direta em trilho comum)
Turbo: Turbo com geometria variável com intercooler (Alterado 30.000 kms atrás)
Quilometragem: 394.xxx (arredondaremos para 400.000 para simplificar)
Consumo: média de 8.5L / 100kms na jornada diária (rodovia 50kms + cidade kNUMXX * 5)
Em uma viagem a partir de 730kms (Bretanha - Bélgica com 95% de rodovia) eu consumo 55L é sobre 7,5L / 100kms)

Por consumos de origem do carro, não posso contar, porque o comprei em breve anos 2 192.000 kms.

Bonne journée,
Krys.
0 x
Avatar de l'utilisateur
Flytox
mediador
mediador
mensagens: 13923
Inscrição: 13/02/07, 22:38
Localização: Bayonne
x 579

Re: BMW E39 525D M57 Engine - Estudo de Gillier Pentone

pela Flytox » 02/11/17, 23:23

Krysaphir escreveu:Eu gostaria de ter um feedback sobre quem instalou o GP em motores de alta quilometragem como o meu.

A mina fabricou mais de 20000 Km por anos 8. André percorreu mais de 40000 km.

Se, como muitas pessoas afirmam, esse sistema limpa gradualmente a câmara de combustão, o que acontece?
Que eu saiba, com o tempo dos imbrulés chegamos a depositar na parede da sala.

A combustão com água causa mini "explosões" quando as gotas de água ficam repentinamente gasosas. Isso torna possível dividir as gotículas de combustível (portanto, melhor combustão), mas também limpar a câmara de combustão.

O pistão ganha vida, esfrega esses depósitos e se desgasta com o tempo, mas o selo permanece bom.
Se esses depósitos desaparecerem, o óleo não sobe no pistão para se juntar à combustão?

Onde o pistão esfrega, não deve haver muito depósito; no entanto, quando o motor é capaz de eliminar, pois a calamina tende a se acomodar atrás dos segmentos, eles funcionam melhor e são mais à prova d'água , o consumo de óleo pode diminuir.


Eu tenho um dreno planejado neste fim de semana, aproveitarei a oportunidade para tirar a linha de escape completa na foto.
Enquanto espero a foto, tentarei descrever com palavras.
A parte do diagrama (com o FAP) é conectada apenas à saída do turbo e já usa o calor de exaustão para se limpar.
No outro extremo, a linha de escape continua plana para a traseira do veículo. (Mas será mais claro na foto : Wink: )

Sim! : Mrgreen:

Quanto ao mecanismo, aqui está o que posso dizer:
Modelo: BMW M57D25 (Motor de cilindro em linha 6)
Capacidade do cilindro: 2,5L (2497cc)
Potência: 120kw (163 hp)
Combustível: Diesel (Injeção direta em trilho comum)
Turbo: Turbo com geometria variável com intercooler (Alterado 30.000 kms atrás)
Quilometragem: 394.xxx (arredondaremos para 400.000 para simplificar)
Consumo: média de 8.5L / 100kms na jornada diária (rodovia 50kms + cidade kNUMXX * 5)
Em uma viagem a partir de 730kms (Bretanha - Bélgica com 95% de rodovia) eu consumo 55L é sobre 7,5L / 100kms)

Por consumos de origem do carro, não posso contar, porque o comprei em breve anos 2 192.000 kms.

Motor cheio de eletrônicos, turbo, muito potente ..... nada além de difícil ............... : Wink:
0 x
A razão é a loucura do mais forte. A razão para o menos forte é loucura.

[Eugène Ionesco]

http://www.editions-harmattan.fr/index. ... te&no=4132
Avatar de l'utilisateur
Krysaphir
Descobri econológico
Descobri econológico
mensagens: 3
Inscrição: 31/10/17, 11:46
Localização: Vannes (56)
x 2

Re: BMW E39 525D M57 Engine - Estudo de Gillier Pentone

pela Krysaphir » 06/11/17, 10:30

Bom Dia,

Como prometido, aqui está minha linha de escape para iniciar o FAP na saída do Turbo:
20171104_01.jpg
vezes 20171104_01.jpg (306.16 KB) Visto 5725

20171104_02.jpg
vezes 20171104_02.jpg (310.68 KB) Visto 5725


De frente para trás após o FAP:
20171104_03.jpg
vezes 20171104_03.jpg (368.83 KB) Visto 5725


E, inversamente:
20171104_04.jpg
vezes 20171104_04.jpg (494.85 KB) Visto 5725


Flytox escreveu:A mina fabricou mais de 20000 Km por anos 8. André percorreu mais de 40000 km.
Apenas 40.000 kms de expectativa de vida? É isso que eu faço nos meses 6 : Cry:

Flytox escreveu:Onde o pistão esfrega, não deve haver muito depósito; no entanto, quando o motor é capaz de eliminar, pois a calamina tende a se acomodar atrás dos segmentos, eles funcionam melhor e são mais à prova d'água , o consumo de óleo pode diminuir.
Nesse lado, perco menos de um quarto de litro entre lixões 2 (no 6.8L).

Flytox escreveu:Motor cheio de eletrônicos, turbo, muito potente ..... nada além de difícil ............... : Wink:
Se fosse fácil, haveria um livrinho "Going to Gillier Pentone for Dummies" : Wink:

Bonne journée,
Krys.
1 x

Avatar de l'utilisateur
Flytox
mediador
mediador
mensagens: 13923
Inscrição: 13/02/07, 22:38
Localização: Bayonne
x 579

Re: BMW E39 525D M57 Engine - Estudo de Gillier Pentone

pela Flytox » 06/11/17, 23:41

Krysaphir escreveu:
Flytox escreveu:A mina fabricou mais de 20000 Km por anos 8. André percorreu mais de 40000 km.
Apenas 40.000 kms de expectativa de vida? É isso que eu faço nos meses 6 : Cry:

Eu me expressei mal, meu motor acabou de estourar uma junta do cabeçote (não raro nos R19s), com sua idade (em 1992) e a quilometragem que tinha (> 350000 km) + controle técnico que eu não conseguia mais passar (o cara se recusou a controlar o carro porque a montagem realmente não foi muito discreta ...), joguei a toalha.
Para André, neste post, ele disse que havia ultrapassado a quilometragem do 40000 km há alguns anos, mas não mencionou nenhum caso. Não acho que haja problemas de longevidade do motor por Gillier Pantonisation.
0 x
A razão é a loucura do mais forte. A razão para o menos forte é loucura.

[Eugène Ionesco]

http://www.editions-harmattan.fr/index. ... te&no=4132


 


  • tópicos similares
    Respostas
    Visualizações
    mensagem dernier

Voltar a "injecção de água nos motores: a montagem e experimentação"

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Nenhum usuário registrado e convidado 1