Novo transporte: inovações, motores, poluição, tecnologias, políticas, organização ...Heuliez Amigável, em breve?

Transportes e novo transporte: energia, poluição, as inovações do motor, carro-conceito, veículos híbridos, protótipos, controle de poluição, normas de emissão, impostos. não modos de transporte individuais: transportes, organização, carsharing ou carpooling. Transporte sem ou com menos petróleo.
Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9486
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 529

pela Remundo » 23/05/09, 10:05

Olá Citro e Christophe,

@ Citro: Com uma arquitetura híbrida em série, podemos fazer um twingo de 600 kg sem muitos problemas. versátil e econômica.

Na realidade, a diferença entre um 100% elétrico e um híbrido é o peso de um gerador de 5000 W, ou 50 kg.

Caso contrário, para os camiões 60T, creio que é um erro do ponto de vista acidental, e que de uma forma mais geral, o transporte rodoviário maciço é um erro do ponto de vista ecológico, e logo económico (apenas o baixo custo do diesel apóia tal abordagem).

@ Christophe: feliz em ver que não sou o único a pensar que :P
0 x
ImagemImagemImagem

Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55920
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1709

pela Christophe » 23/05/09, 10:11

Pois é só evita o nível de potência: 16 a 25 kW é bastante grande dado o tamanho da máquina ...

Quanto custa um carrossel completo?


ps: o twingo (1.2) já tinha menos de 700kg em 2002 ... então sim não é muito complicado ganhar 100kg ... ah não fino pesa 840kg mesmo ...

http://www.lacentrale.fr/fiche-techniqu ... -2002.html

Eu tinha certeza que ela estava com cerca de 700 kg .... pfff
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias
Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9486
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 529

pela Remundo » 23/05/09, 10:19

sim, mas com motor e caixa de câmbio e estrutura toda em aço : Idea:

O nosso é um modelo de 1997 e pesa 815 kg vazio.

Digamos que consigamos manter essa massa substituindo o motor térmico + BdV pelas baterias e um pequeno gerador permitindo ter menos baterias (que são muito pesadas para o meu gosto para torná-las a única fonte de energia ... )
Dernière édition par Remundo o 23 / 05 / 09, 10: 29, 1 editada uma vez.
0 x
ImagemImagemImagem
Avatar de l'utilisateur
Eu Citro
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 5129
Inscrição: 08/03/06, 13:26
Localização: Bordeaux
x 9

pela Eu Citro » 23/05/09, 10:23

Remundo escreveu:Olá Citro e Christophe,

@ Citro: Com uma arquitetura híbrida em série, podemos fazer um twingo de 600 kg sem muitos problemas. versátil e econômica.

Na realidade, a diferença entre um 100% elétrico e um híbrido é o peso de um gerador de 5000 W, ou 50 kg.
Sim, mas não partindo de uma térmica. :?
Uma boa arquitetura híbrida serial deve começar a partir de uma página em branco e, assim, otimizar suas características específicas de design.

Em qualquer caso, isso é perfeitamente demonstrado pelo Will Heuliez em comparação com o AMIGÁVEL.
O WILL (muito interessante aliás), começa com um termique eletrificado com as "rodas ativas" da Michelin, mas é muito mais pesado que o FRIENDLY.
0 x
Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9486
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 529

pela Remundo » 23/05/09, 10:36

Se você quer minha opinião, Heuliez faria bem em colocar o pacote no conceito "Will" ou "roda ativa" (além de entre Michelin e Heuliez, não sei muito bem quem faz o quê), e mais geralmente no híbrido em série de pequena escala, mas não sabonete...

Em qualquer caso, embora eu já tenha sido cauteloso ao aumentar as massas não suspensas, pode haver algo a ser feito no lado dessas rodas de aro "all-in".

@+
0 x
ImagemImagemImagem

Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55920
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1709

pela Christophe » 23/05/09, 10:43

Por 5000 € eu pego uma barra de sabão ... francamente além ...

Os triciclos urbanos 100% elétricos existem há anos (acho que são italianos) e têm muito espaço. O que mais Heuliez traz?
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias
Avatar de l'utilisateur
yannko
boa Éconologue!
boa Éconologue!
mensagens: 286
Inscrição: 24/11/08, 22:44
Localização: Praga, República Checa

pela yannko » 23/05/09, 11:19

Não entendo, ainda me parece um passo positivo a industrialização (enfim!) Dos veículos elétricos. Você tem que começar com algo, certo? Eu leio muitos posts como se nada estivesse acontecendo, e quando uma mudança acontece, é inundada de críticas, mais ou menos justificadas : Cry: .
Na minha opinião, é claro que um projeto que partiu de 0, 100% otimizado para um conceito de veículo (seja todo elétrico ou híbrido) terá necessariamente otimizações que não existem em uma modificação de um base já existente.
Quando vemos que um Citroën C1 já custa cerca de 8000 euros (não é?), É preciso dizer que 15 euros para uma nova tecnologia, isso me parece normal, não é? Qual é o retorno do investimento do orçamento de combustível / eletricidade, manutenção, etc ...?
E não esqueçamos que para uma tecnologia se desenvolver bem e se tornar economicamente interessante é preciso que o mercado se abra e o volume de vendas aumente.
0 x
Avatar de l'utilisateur
Eu Citro
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 5129
Inscrição: 08/03/06, 13:26
Localização: Bordeaux
x 9

pela Eu Citro » 23/05/09, 12:16

Remundo escreveu:Se você quer minha opinião, Heuliez faria bem em colocar o pacote no conceito "Will" ou "roda ativa" (além de Michelin e Heuliez, eu realmente não sei quem faz o quê) ...
É uma parceria Heuliez / Michelin / ORANGE.
O objetivo é nos oferecer um "produto" em assinatura de acordo com o conceito caro à LARANJA ...
Claro que o carro estará "se comunicando". :? : Cenho:
Para resumir: nos faça pagar mais e desenvolver uma clientela cativa em um item de consumo onde o público em geral quer reduzir seus gastos ...
:mal:
0 x
Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9486
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 529

pela Remundo » 23/05/09, 14:31

Ah, eu não conhecia esse "plano de negócios (tee)" para a roda motriz ativa ...

Cativar clientes, é uma boa ideia :P
0 x
ImagemImagemImagem
Avatar de l'utilisateur
Eu Citro
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 5129
Inscrição: 08/03/06, 13:26
Localização: Bordeaux
x 9

pela Eu Citro » 23/05/09, 14:52

yannko escreveu:... Quando vemos que um Citroën C1 já custa cerca de 8000 euros (não é?) Devemos dizer que 15 euros para uma nova tecnologia, isso me parece normal, não é? Qual é o retorno do investimento do orçamento de combustível / eletricidade, manutenção, etc ...?
Isso não é bem verdade.
Simplificando, hoje estamos esperando que o automóvel experimente as mudanças pelas quais a TI passou há 30 anos ...
: Shock:

Sim, há 30 anos um computador menos potente que um telefone atual, custava o preço de uma casa e era do tamanho de uma geladeira ...

Portanto, ao torná-lo mais leve, mais racional e mais eficiente, podemos esperar por um veículo elétrico moderno MAIS BARATO que os porcos que os construtores estão nos vendendo atualmente ...

Imagine o preço dos seguintes componentes que dispensaremos:
- Conversores catalíticos
- linhas de exaustão
- Válvulas EGR
- Turbo / compressores
- Trocadores de calor
- Injeções de alta pressão
- Motores térmicos com potência excessiva
- ...
0 x


 


  • tópicos similares
    Respostas
    Visualizações
    mensagem dernier

Voltar para "New transportes: inovações, motores, poluição, tecnologias, políticas, organização ..."

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Não há usuários registrados e convidados 6