Saúde e prevenção. Poluição, causas e efeitos dos riscos ambientaisCovid19, possíveis efeitos colaterais no organismo (mesmo casos "leves")

Como manter-se saudável e prevenir riscos e consequências sobre a sua saúde e da saúde pública. doença profissional, riscos industriais (amianto, poluição do ar, ondas eletromagnéticas ...), o risco de empresa (o estresse no trabalho, o uso excessivo de drogas ...) e individual (tabaco, álcool ...).
Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55059
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1656

Covid19, possíveis efeitos colaterais no organismo (mesmo casos "leves")

não lu mensagempela Christophe » 10/10/20, 13:51

Ao contrário de um pensamento bastante difundido (e que explica a inconsciência de alguns que eu não citaria) não é necessariamente necessário acabar na terapia intensiva para ser severamente afetado por essa porcaria de Sars-Cov2 ... alguns efeitos na saúde são, portanto, indolores e inconscientes ... o que torna essa doença ainda mais perigosa.

No entanto, as sequelas são raramente mencionadas e dificilmente levadas em consideração nas decisões de combate à doença. Já é tempo de falar um pouco mais sobre isso ...

Já tínhamos uma matéria, complementar a esta, que falava de efeitos não respiratórios: poluição-prevenção-saúde / covid-19-non-respiratório-medical-effects-t16431.html

Este assunto está interessado nas sequelas respiratórias ou não respiratórias de covid19, lembro-me destes excelentes lembretes de Adrien:

Adrien (ex-nico239) escreveu:Para registro, 25 de maio

Adrien (ex-nico239) escreveu:
Didier raoult

parece difícil, do meu ponto de vista, dizer às pessoas doentes para não serem testadas ou tratadas e dizer aos pacientes que a única terapia aceitável é o doliprano até que sejam insuficientes respiratório

O fato de não termos sintomas clínicos não significa que não teremos pneumonia já diagnosticável.

O ataque respiratório é atípico e único, os riscos de sequelas são absolutamente consideráveis, talvez 25% das pessoas que sofrem de pneumonia tenham sequelas como fibrose, algumas serão intratáveis.

A incompatibilidade entre insuficiência respiratória e comprometimento pulmonar e a incompatibilidade entre sinais clínicos e radiologia nunca havia sido descrita nesse nível. Os distúrbios hemorrágicos iniciais que provavelmente causam danos nos pulmões, alguns dos quais serão irreversíveis, eram desconhecidos.



Outra camada de 5 de julho

Adrien (ex-nico239) escreveu:Philippe Froguel publicou este diagrama muito revelador

Todas as pessoas que supostamente NÃO têm NADA .. as notícias 0 et cie vamos encontrá-los lá por décadas dependendo da idade.

Para constar no estudo (dos 3700) de Raoult pequeno foco nas Notícias 0 aqueles que não têm "NADA"
Bem, eu desejo que ninguém tenha "NADA" como vários deles ...

Características da tomografia computadorizada de baixa dose
Realizamos 2 testes de LDCT, incluindo 065 (1%) que detectaram anormalidades,
foram classificados como mínimos (928, 64%), intermediários (414, 28,6%) e graves (107, 7,4%).
Entre 991 pacientes com uma pontuação NEWS-2 = 0 que foram submetidos a TC, 592 (59,7%) tinham anormalidades radiológicas, das quais 470 (47,4%) com dano pulmonar mínimo, 115 (11,6%) com lesões intermediárias e 7 (1%) com lesões graves (Fig. S1).
Além disso, entre 1 análises de LDCT realizadas em pacientes sem dispneia subjetiva percebida, 370 (937%) tinham pneumonia. Devido a esse achado intrigante, investigamos as relações entre a percepção da dispneia, a saturação de oxigênio e os resultados de LDCT em pacientes.
as informações disponíveis.
Entre 1 pacientes que se consideravam sem dispneia, 108 (157%) apresentavam saturação de oxigênio ≤14,2% e 95/130 (157%) pneumonia.

Todos aqueles lá, exceto Raoult, que os conhece?
Eles estão na natureza.
Eles estão entre aqueles que “não tinham nada” em APARÊNCIA.
Eles podem fazer parte da equipe CDG ...
Em suma, já que ou foram totalmente ignorados pelos medicina o truque do padrão de atendimento "ON" NÃO SEI NADA E "NÓS" NÃO SE IMPORTAM

Imagem


Além disso, a academia de medicina começa a se cobrir ... fazendo Raoult e se colocando agora [b] finalmente
para obter a pequena besta de TODOS os pacientes POSSÍVEIS.
Você conhece os 98% que denominaram "NADA": entendem ser sérios, visíveis ou sentidos.

Comunicado de imprensa da Academia: Que sintomas incomuns devem levar à busca pelo Covid-19?
http://www.academie-medecine.fr/communi ... -covid-19/

Febre ou sinais respiratórios são os principais sintomas de Covid-19. No entanto, a infecção com SARS-CoV-2 pode afetar outros órgãos e ser revelada por distúrbios digestivos, embolia pulmonar ou arterial periférica ou outras imagens inaugurais menos típicas.

O plano reforçado de prevenção e proteção definido pelo Conselho Científico Covid-19 [1] inclui uma intensificação da detecção de casos e protocolo de rastreamento de contato. Essas novas disposições devem encorajar a prescrição de testes de triagem na menor dúvida. Assim, certas apresentações clínicas menos frequentes não devem ser ignoradas:

- manifestações neurológicas: se ageusia e anosmia são frequentes, outras manifestações são excepcionais, como oftalmoplegia ou síndrome de Guillain-Barré. Síndrome de confusão e distúrbios de memória também foram relatados, em particular em idosos, bem como acidentes vasculares cerebrais isquêmicos ligados à atividade trombogênica de SARS-CoV-2. A dor constritiva, errática e duradoura é provavelmente de origem neurológica.

- sinais cutâneos: desde o início da epidemia, foram descritos pseudo-ulcerações, por vezes dolorosos. Mais frequente em crianças e adultos jovens, seu curso costuma ser favorável em uma semana, mas podem ocorrer novamente. Disidrose, vesículas, urticária, exantema, petéquias e livedo são mais raros.

- quadros clínicos sugestivos de doença de Kawasaki foram descritos em crianças com sinais digestivos iniciais, incluindo dor abdominal intensa, em seguida, choque cardiogênico com fração de ejeção colapsada, agrupados sob o nome de síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (PIMS). Sinais de pele estão presentes, com eritema e descamação. A idade das crianças afetadas, de 9 a 17 anos, é maior do que na forma usual da doença de Kawasaki.

- o dano endócrino e metabólico está provavelmente relacionado à ampla distribuição orgânica da enzima de conversão da angiotensina 2 (ACE2), um receptor SARS-CoV-2: testículo, ovário, hipotálamo, hipófise, tireóide e pâncreas. Contribuindo para o estado de fadiga profunda e correlacionado com a gravidade da doença, pode-se observar um déficit na produção de testosterona. Pensa-se que a hipocaliemia relatada com frequência resulte da ligação do vírus ao ACE2 e aumento da síntese de aldosterona. A linfopenia observada em certas formas graves de Covid-19 não exclui situações de hipocortisolismo, já documentadas durante a SARS. Foi relatada tireoidite subaguda. Pode-se observar hipocalcemia, hiperglicemia favorecida pelo aumento da resistência à insulina e dano direto à glândula pancreática com aumento dos níveis de amilase e lipase.

A National Academy of Medicine recomenda
- para explorar as manifestações neurológicas, endócrinas ou metabólicas que ocorrem em um contexto conhecido ou desconhecido de infecção por Covid-19
- analisar distúrbios cognitivos, sua gravidade, sua evolução e sua persistência com a ajuda de explorações específicas;
- sugerir um PIMS em caso de dor abdominal intensa e / ou choque cardiogênico ocorrendo na criança ou adolescente;
- prescrever testes de triagem para SARS-CoV-2 (RT-PCR e sorologia) no caso de haver a menor dúvida diante de qualquer quadro clínico rude, atípico ou incomum que possa sugerir Covid-19.





E a capa do dia 2 de agosto, eu meio que tive vontade de pregar no deserto ... Imagem mas tanto melhor se agora todos estiverem preocupados


Adrien (ex-nico239) escreveu:Ei, está bom ...

Enquanto os trolls nos guiavam por páginas aqui, 98% das pessoas não tinham "nada" para justificar o padrão de atendimento

Raoult alertou todos os aspectos assintomáticos a serem seguidos, mesmo que não sentissem o menor embaraço, porque na IHU haviam levado muito a sério todos aqueles que não tinham "nada"

Parece (mais uma vez) que ele estava certo em suspeitar muito das consequências.

Obviamente, na época, a maioria não se importava.
Parece que estamos desiludidos

E que é necessário, como Raoult apontou, estabelecer um sistema de monitoramento pós-cobiçado ...
Como o que ter "nada", sentir "nada" não é necessariamente o sinal de não ser afetado por essa imundície


Seqüelas cardíacas em pacientes, mesmo leves, de Covid-19

Ao atacar os vasos sanguíneos do coração, o vírus às vezes deixa marcas visíveis nas ressonâncias magnéticas, que podem aumentar o risco de complicações cardiovasculares.

A epidemia de Covid-19 ainda não acabou, já que os especialistas já estão preocupados com as possíveis consequências da doença no corpo. Em um comunicado de imprensa de 15 de julho, a Academia Nacional de Medicina convidou, por exemplo, vigilância e a criação de uma coorte para um estudo longitudinal de vários anos sobre o assunto.

Na semana passada, um estudo alemão publicado na revista Jama Cardiology alertou sobre os riscos de complicações no coração. Médicos do Hospital Universitário de Frankfurt realizaram uma ressonância magnética em uma coorte de 100 recém-recuperados do Covid-19, dois a três meses após o diagnóstico ser confirmado por um teste de PCR. Resultado, 78% apresentaram resultados anormais. Pesquisadores relatam inflamação do músculo cardíaco (miocárdio) em 60 pacientes e / ou pericárdio, o envelope ao redor do coração, em 22 outros. Dependendo do caso, isso ainda é inflamação ou cicatrizes ativas. Surpreendentemente, esses resultados não estão correlacionados com a gravidade da doença. Apenas dois pacientes da coorte foram admitidos em terapia intensiva após a contaminação com Covid-19 e 31 foram hospitalizados. Os outros pacientes sofriam de uma forma bastante leve.

“Esse tipo de imagem geralmente está associado a um maior risco de disfunção cardíaca e ao aparecimento de insuficiência cardíaca a longo prazo, analisa Florian Zores, cardiologista em Estrasburgo. Esses resultados levantam questões reais sobre o risco a longo prazo de cardiomiopatias e insuficiência cardíaca. Infelizmente, os autores não nos fornecem uma tabela comparando as características dos pacientes com anomalias e sem anomalias. Isso tornaria possível pensar a montante para quais pacientes oferecer uma ressonância magnética. ” Observe que este não é um estudo clínico: os cientistas não monitoraram a aparência dos sintomas cardíacos em uma amostra representativa.

Quando o sistema nervoso não funciona corretamente, aprender a respirar de novo, a adaptar corretamente a frequência cardíaca, não é trivial.
Dr. Benjamin Davido, especialista em doenças infecciosas no hospital Raymond-Poincaré em Garches

“O estudo incluiu voluntários que apresentaram sintomas (17% de dor no peito, 20% de palpitações, 35% de falta de ar)”, explica Florian Zores. Portanto, esses resultados não significam que 78% dos pacientes do Covid-19 sofrerão problemas cardíacos posteriormente. "Miocardite e pericardite não são raras", acrescenta Benjamin Davido, especialista em doenças infecciosas do hospital Raymond-Poincaré, em Garches. “Classicamente, miopericardite também são doenças virais (para 90% delas). Não é surpreendente encontrá-lo em ex-pacientes com Covid. No entanto, esses resultados são muito interessantes, pois confirmam que o vírus possui uma afinidade particular pelos vasos sanguíneos, que é habilmente chamado de endotélio vascular. Isso prova que esses pacientes considerados curados e que nos procuram em consulta com problemas de fadiga ou falta de ar não somatizam. ”


Necessidade de um sistema de monitoramento pós-Covid eficaz

Em um artigo publicado em 23 de julho na revista Clinical Microbiology and Infection, o médico descreveu com seus colegas do Hospital de Paris uma série de sintomas persistentes causados ​​pelo Covid-19 em pacientes com AP-HP. “Percebemos que há uma forte propensão à disautonomia, ou seja, uma disfunção do sistema nervoso autônomo. Ele não consegue mais executar funções simples e vitais, como respirar ou adaptar a freqüência cardíaca ao esforço. Nossa hipótese é que os pequenos vasos sanguíneos foram de fato danificados pelo vírus e não estão mais cumprindo seu papel de suprir adequadamente o sistema nervoso ".

Esse problema é ainda mais pernicioso, pois pode persistir após o desaparecimento do vírus. "Não estamos mais diante de uma doença infecciosa", resume o Dr. Benjamin Davido. O vírus não está mais presente no corpo. Mas os navios danificados não foram reparados. O que explicaria por que os sintomas persistem.

Assim como a Academia de Medicina, o especialista em doenças infecciosas insiste na necessidade de estabelecer um sistema eficaz de monitoramento pós-covarde. Segundo Benjamin Davido, essas complicações não devem ser irreversíveis, desde que seja fornecida reabilitação. “Quando o sistema nervoso não funciona corretamente, aprender a respirar novamente, a adaptar bem sua frequência cardíaca, não é trivial. É preciso prática. Como uma maratona, de certa forma. É sempre possível, mas você precisa ir gradualmente. ”
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias

Avatar de l'utilisateur
Adrien (ex-nico239)
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 8104
Inscrição: 31/05/17, 15:43
Localização: 04
x 1510

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Adrien (ex-nico239) » 10/10/20, 16:32

É bom, se eu encontrar outros vou adicioná-los a você :!:
1 x
Avatar de l'utilisateur
Adrien (ex-nico239)
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 8104
Inscrição: 31/05/17, 15:43
Localização: 04
x 1510

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Adrien (ex-nico239) » 10/10/20, 16:34

Adrien (ex-nico239) escreveu:Quando a gente trabalha um pouco no assunto das sequelas ao invés de ficar abanando os ouvidos por meses que 80% dos que ficam em casa e não têm nada não têm nada ... já lembramos dessa entrevista



Encontramos a mesma coisa neste pequeno artigo
Didier Raoult: a preocupação do professor com as consequências do coronavírus para os pacientes curados

Em seguida, cavamos um pouco mais fundo e descobrimos um artigo muito mais aprofundado, muito interessante, com pessoas muito interessantes que ouvimos sem preconceito (ao contrário daqueles que ouvem Raoult) e descobrimos que eles estão dizendo coisas muito interessantes.

Covid-19: pneumonia como nenhuma outra

E então, como somos benevolentes e sem a priori ou preconceito (não como os anti-Raoults primários), estamos interessados ​​em pessoas que dizem coisas interessantes sem nos preocupar com sua reputação, mas estudando seus projetos e descobrimos que infelizmente

Os efeitos posteriores não interessam.

Não traz nada

Apresentei um ambicioso projeto de avaliação multimodal para o prognóstico de longo prazo de COVIDs graves.

Com avaliação física, scannográfica, funcional ... e principalmente da qualidade de vida a longo prazo do paciente e de seus familiares.

Recusa. Porque não é sexy, nem tem que trocar o cuidado agudo (sic (!?!?))

É aqui que estamos.

Estou arrasado porque essa questão importante foi deixada de lado.

Depois, a pesquisa fica cara.

E que ela é fagocitária por renegados ao som de Milhões de euros por ano, não sobra para outros, para projetos não sexy mas tão importantes

Se você viu os comentários sobre o projeto ... e principalmente qques outros projetos que foram selecionados ...

Em resumo. Eu realmente me importo com isso e http://on.va para conseguir encontrar seu dinheiro

barraud_sequelles_coronavirus_1.jpg
barraud_sequelles_coronavirus_2.jpg


Em suma, como ele diz, aqueles que rejeitaram seu projeto que parece bastante relevante são idiotas.
1 x
Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55059
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1656

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Christophe » 14/10/20, 19:59

Muito bom ! Macron acabou de falar dos efeitos colaterais !!!

Rapidamente, mas ele falou sobre isso! Não tenho certeza se o neuneus entendeu e se lembrou da informação ...
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias
Avatar de l'utilisateur
Adrien (ex-nico239)
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 8104
Inscrição: 31/05/17, 15:43
Localização: 04
x 1510

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Adrien (ex-nico239) » 14/10/20, 20:47

Eles podem finalmente ouvir Raoult ...
0 x

Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55059
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1656

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Christophe » 14/10/20, 20:49

Christophe escreveu:Não tenho certeza se o neuneus entendeu e se lembrou da informação ...


Era isso que eu temia ... sem flash, sem análise dessa passagem ... por enquanto ... embora seja uma das informações fundamentais da entrevista ...

Por outro lado, falam em sair de férias ...

Bando dos Grão-Duques !! (é mais educado ... : Mrgreen: )
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias
Avatar de l'utilisateur
Adrien (ex-nico239)
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 8104
Inscrição: 31/05/17, 15:43
Localização: 04
x 1510

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Adrien (ex-nico239) » 17/10/20, 10:01

A conta post covid Tweet

1 x
Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55059
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1656

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Christophe » 17/10/20, 12:27

Eles não têm um site?

Quais são seus dados no momento?
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias
Avatar de l'utilisateur
Adrien (ex-nico239)
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 8104
Inscrição: 31/05/17, 15:43
Localização: 04
x 1510

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Adrien (ex-nico239) » 27/10/20, 16:18

Não é propriamente uma sequela do coronavírus, mas não sabia onde colocar este artigo


Candida auris, o supergênero que preocupa hospitais assolados pelo coronavírus

Diante da sobrecarga dos hospitais, os médicos se preocupam com a proliferação de uma levedura muito perigosa, capaz de colonizar a pele de um paciente sem gerar sintomas.

Antes de C. auris aparecer em 2009, os fungos do gênero Candida eram conhecidos por causar casos leves de candidíase, um crescimento esbranquiçado nas unhas ou genitais.

Desde então, alguns milhares de infecções por C. auris foram relatadas em pelo menos 40 países, onde foram associadas à morte em 30 a 60% dos casos. Para efeito de comparação, o coronavírus mata apenas 1% dos casos, mas infectou um grande número de indivíduos em um curto período de tempo.
0 x
Avatar de l'utilisateur
Christophe
mediador
mediador
mensagens: 55059
Inscrição: 10/02/03, 14:06
Localização: planeta Serre
x 1656

Re: Covid19, as possíveis consequências no organismo (mesmo os casos "leves")

não lu mensagempela Christophe » 27/10/20, 16:39

Nem mesmo tem nada a ver com isso :D

Mas quando lemos isso, dizemos a nós mesmos que o coco é apenas um "pau pequeno falando biologicamente", afinal :D
0 x
Ce forum ajudou você? Ajude-o também para que ele possa continuar ajudando os outros - VAMOS MELHORAR NOSSAS TROCAS NO FÓRUM - Publicar um artigo sobre Econologia e Google Notícias


Voltar a "Saúde e Prevenção. Poluição, causas e efeitos dos riscos ambientais "

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Adrien (ex-nico239), Google Adsense [Bot] e os hóspedes 14