Ciência e TecnologiaEnergia em abundância com IEC ...

Debates científicos gerais. Apresentações de novas tecnologias (não diretamente relacionadas a energias renováveis ​​ou biocombustíveis ou outros temas desenvolvidos em outros subsetores) forums).
eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1982
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 213

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela eclectron » 19/03/19, 12:36

Exnihiloest escreveu:
eclectron escreveu:Vamos, lingüiça, falácia, perguntas fechadas, problemas técnicos, tudo é bom para nem sempre responder, mas isso não impede que você me leia e escreva ...
...

Outra tentativa de intenção, quando essas bases retóricas que você não respeita são as únicas a serem capazes de discutir de maneira lógica e honesta entre pessoas de boa vontade, é conhecido pelos filósofos desde a antiguidade grega.

Seu discurso ideológico, que se limita a explorar o capitalismo em um discurso circular, sem responder a objeções ou demonstrar soluções operacionais alternativas, não me interessa. Com eles destruímos ou fazemos vento, não construímos nada de concreto.

É esse mesmo tipo de discurso que o crente usa para afirmar que deus existe, porque se existe uma criação é porque existe um criador. Mas o que é chamado de "criação" é realmente uma criação? Quando a base está com defeito, e é isso que eu lembrei sobre suas perguntas fechadas, por exemplo. baseando o capitalismo no extrativismo, é impossível responder.
Se o que pensar não pode ser aprendido, como pensar é aprendido, é isso que permite a diferença entre o argumento detalhado e a afirmação gratuita de uma opinião. Se você não entender, apesar do link passado, não é problema meu, é seu. Mas se, além disso, você usa o pretexto de suas deficiências para me acusar de uma maneira ofensiva de se recusar a responder a essas perguntas imperfeitas, isso se torna meu.

Por uma vez, sim, eu não respondo, porque tenho alguns requisitos intelectuais, não me sinto obrigado a responder aos absurdos fumantes que fecham as discussões sobre suposto não compartilhado, ouço esses clichês há 40 anos .
E mate dois coelhos com uma cajadada só, porque esse tópico é dedicado à IEC e não ao anticapitalismo primário.


Livre para você, tudo isso para dizer que você não responde e, na verdade, você nunca respondeu por mérito.

Bem, eu sei por que, porque você não tem resposta para se opor ao elo entre capitalismo e extativismo e nada para se opor à finitude dos recursos, portanto, nada para se opor à inconsistência do capitalismo ao longo do tempo.
Você está na lógica do cara que cai do prédio e diz até agora que está tudo bem e bem, você é o mesmo, até agora o capitalismo sempre funcionou, então sempre funcionará, sem parede final, sem questionando como isso funciona.
você recusa limites e isso é ideologia.
Suas poucas objeções são bons sonhos, fora do chão, um discurso liberal bem conhecido que fuma os ingênuos e ricos aspirantes.
O assunto de fato não era capitalismo, mas eu imaginei sua queda seguindo uma abundância de energia e limpa, por algumas razões ...
Môssieux perturba o fato de o capitalismo ser chocado, esse é o seu problema, quero dizer.
Sua atitude altiva que não quer se abaixar para trocar comigo, deixo para você ... muito fácil esconder a pobreza de sua argumentação.
Eu fiz muitas aberturas, no entanto, e você que não abre, não responde, um pouco discutiu.
Você se ofende nos limites de suas crenças. Bem, venha à realidade em qualquer caso.
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela

Avatar de l'utilisateur
Exnihiloest
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 2486
Inscrição: 21/04/15, 17:57
x 169

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela Exnihiloest » 19/03/19, 13:07

eclectron escreveu:...
Sua atitude altiva que não quer se abaixar para trocar comigo, deixo para você ...

Aqui, faça disso uma questão pessoal, Calimero.
Mas você não está totalmente errado. Para discussões com as margaridas, você encontrará outro contato.
0 x
eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1982
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 213

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela eclectron » 19/03/19, 14:30

Exnihiloest escreveu:
eclectron escreveu:...
Sua atitude altiva que não quer se abaixar para trocar comigo, deixo para você ...

Aqui, faça disso uma questão pessoal, Calimero.
Mas você não está totalmente errado. Para discussões com as margaridas, você encontrará outro contato.

Não é nada calimero, pelo contrário, bastante irritado com o seu vôo constante, como um sabão, porque um ponto de vista reforça diferente teria me enriquecido.
Você está apenas usando pretextos falsos para ocultar sua incapacidade de argumentar sobre o assunto.
Então retiro Troll, minhas desculpas, você não joga, foge de suas próprias inconsistências e limites.
Não é muito glorioso para um forte em g ...
1 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela
Avatar de l'utilisateur
Exnihiloest
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 2486
Inscrição: 21/04/15, 17:57
x 169

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela Exnihiloest » 21/03/19, 10:00

eclectron escreveu:
Exnihiloest escreveu:
eclectron escreveu:...
Sua atitude altiva que não quer se abaixar para trocar comigo, deixo para você ...

Aqui, faça disso uma questão pessoal, Calimero.
Mas você não está totalmente errado. Para discussões com as margaridas, você encontrará outro contato.

Não é nada calimero, pelo contrário, bastante irritado com o seu vôo constante, como um sabão, porque um ponto de vista reforça diferente teria me enriquecido.
Você está apenas usando pretextos falsos para ocultar sua incapacidade de argumentar sobre o assunto.
Então retiro Troll, minhas desculpas, você não joga, foge de suas próprias inconsistências e limites.
Não é muito glorioso para um forte em g ...

Sim, estou fugindo da pobreza intelectual. Isso não me traz nada e, inversamente, de um certo nível do efeito Dunning-Kruger que lida com o processo de intenção, as falácias e paralogismos, sustentando que eles seriam relevantes, eu também não posso trazer nada. .
0 x
eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1982
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 213

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela eclectron » 21/03/19, 13:34

@Exnihiloest
Eu ficaria encantado em entender sua base intelectual.
Por favor, explique para nós. Todos forum sem dúvida estará interessado, porque entender o futuro, entender o sistema em que estamos mirando, entender as causas potenciais do colapso, interessam a todos nós.
Uma vez entendidos, podemos considerar resolver ou nos libertar dela.

Você pode preferir responder nesta ordem, mas você pode argumentar como quiser, para se sentir confortável, é claro.

Explique por que o capitalismo não está ligado ao extrativismo.
- Explique como o capitalismo será necessariamente sustentável ao longo do tempo.
- Explique por que seu raciocínio indutivo é necessariamente válido.
- Explique por que, com as mudanças climáticas em uma velocidade sem precedentes, as espécies animais e vegetais desaparecendo a uma velocidade sem precedentes, os recursos que estão perdendo a concentração, tudo necessariamente vai melhor do que hoje, ou simplesmente bem.

Em quais relatórios científicos ou outros você baseia as certezas e o otimismo que exibe?

Seu discurso parece vir do planeta Marte.
Francamente, eu gostaria de entender.
Talvez eu esteja errado, afinal?
Esclareça-nos, com um mínimo de evidência lógica ou factual, apenas para me convencer um pouco.

PS: Eu adoraria cometer um erro a tal ponto que você não pode imaginar.
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela

Ahmed
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 9507
Inscrição: 25/02/08, 18:54
Localização: Borgonha
x 1012

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela Ahmed » 22/03/19, 22:45

Aqui está um esboço de minha análise do "sistema" exnihiliano (mas é mais amplo, uma vez que é freqüentemente encontrado, embora geralmente menos bem estruturado).
Nota introdutória: qualquer sistema de dominação produz a estrutura conceitual que o justifica, que inclui seus próprios conceitos e categorias *. Seu objetivo é estritamente apologético e visa afirmar o caráter de uma continuidade e de um aperfeiçoamento do passado.
A estrutura: Vários conceitos visam ocultar o caráter específico da nova ideologia, são a trans-historicidade, a essencialização da natureza humana.
Funcionamento: qualquer sociedade humana constitui uma estrutura complexa difícil de compreender em sua totalidade mutável; todo o esforço da engenharia social (propaganda!), portanto, se concentrará em uma interpretação mínima que aceite a realidade como ela se apresenta à percepção imediata, sem buscar o conteúdo ou o real significado por trás dela. O que significa que a estrutura complexa será tratada como uma estrutura simples. Deste ponto de vista, uma atenção muito particular é dada à semântica: nominalismo que afirma que a coisa corresponde desde o início àquilo que a nomeia (enquanto esse significado é modulado pelo contexto sistêmico); o inverso também é muito útil: o Novilíngua permite subverter a realidade sob novos termos enganosos (por exemplo: "flexigurança"). O nominalismo também serve para erigir cada fenômeno como independente dos outros e simplesmente justaposto a eles. Assim, qualquer conjunto relacional será tratado como um agregado de unidades e não como um conjunto dotado de uma dinâmica devido a esta relação (por isso o nosso amigo se esforça por negar que “O todo é maior que a soma das partes "e que ele se esforça laboriosamente para instilar contra toda verdade histórica a ideia do indivíduo como base da sociedade).
Uma vez implantada essa estrutura específica, basta uma lógica básica, mas bem-dominada, para executar o modelo (existem algumas dicas nas quais não acho útil insistir nele): é possível combinar cada ponto particular ao todo e vice-versa. Além disso, é nessa circularidade do raciocínio que o atrito: na maioria das vezes, um é demonstrado pelo outro que confirma a validade do primeiro. Assim, a primazia do indivíduo é de fato uma característica da sociedade mercantil, mas como conseqüência e não como causa.
O que pode surpreender é a pobreza das análises que é possível esperar de uma grade tão explicativa, porém, longe de constituir um defeito (esse não é seu objetivo), é uma qualidade: fácil de entender, será ainda mais eficaz. Além disso, constitui uma arma imparável contra todas as críticas: ou responde a argumentos adversos ou os invalida. 8) .
Há, no entanto, uma área em que ela se mostra mais imaginativa: é a dos propósitos que promove: bem-estar material para todos, para as promessas mais comuns e o transumanismo, ainda mais para aqueles que para a exaltação. o ego motiva ** ...

Com esse tipo de discurso segue-se um aspecto ecológico desconhecido, que deve ser enfatizado forum como este: a prodigiosa economia do papel que resulta da drástica simplificação de muitos assuntos: História, sociologia, etc ..., todos os assuntos se tornam amplamente supérfluos. : Mrgreen:

* Atributos específicos.
** Que resulta, como visto acima, do fato de que as relações de mercado mediam as relações humanas.
1 x
"Acima de tudo, não acredite no que estou lhe dizendo."
eclectron
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 1982
Inscrição: 21/06/16, 15:22
x 213

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela eclectron » 25/03/19, 08:36

Resposta curta:
O indivíduo, cada um de nós, constrói um modelo mental de si mesmo e do mundo.
O objetivo deste modelo é tranquilizar-nos psicologicamente e provar a nós mesmos que existimos.
Nós valorizamos esse modelo e estamos prontos para muito, mental e verbalmente, sobreviver.
O modelo exnihiliano, que é amplamente compartilhado porque é atraente para o ego, é realmente bastante simplista, ignorando ou negando tudo o que é "sistema" fora de si, simplesmente pela sobrevivência de si mesmo.
O eu sozinho e multidões do eu existem. Todos esses eus são centros do mundo.
Se possível! em um mundo ilimitado! :ri muito:
O mundo existe para satisfazer a si mesmo. Fim do modelo Tudo o que o questiona é descartado ou destruído.
(Em nenhum momento é feita a pergunta do ponto de partida do meu modelo, é justo? Basicamente, o que é o próprio eu?)
Esse modelo funciona desde que não atenda aos limites, colocando-o em questão.

Pensar que o mundo, ao contrário, nos hospeda, pensar que os sistemas existem e vão além do indivíduo é inconcebível e inédito para o eu que pensa que é o centro do mundo.
Um mundo imaginado necessariamente sem limites, para não encontrar a oposição de outro eu que se pensa da mesma forma. Na prática, é bastante utópico, portanto, guerras, fomes, desigualdades, mas o cérebro humano não é tão próximo, quando está em jogo a sobrevivência psíquica de seu modelo.

Todo indivíduo carrega consigo desonestidade suficiente, muitas vezes inconsciente, para não ver a realidade, simplesmente sobreviver, para que o modelo que o tranquilizou durante todos esses anos sobreviva.
Morte física colocando um fim definitivo a qualquer modelo, história de relativização da importância que lhes damos ...
(A realidade é que ela não é modelo, mas isso é outra história ...)

Em suma, aqui estamos diante do conflito de dois modelos radicalmente opostos e irreconciliáveis.
Um pensa que ele é o centro do mundo em um mundo sem limites, o outro pensa que ele faz parte de um todo e tudo isso com limites, pelo menos enquanto estivermos destinados a este planeta. : Roll:
0 x
Uma flor não se importa com quem está olhando para ela
Avatar de l'utilisateur
Exnihiloest
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 2486
Inscrição: 21/04/15, 17:57
x 169

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela Exnihiloest » 25/03/19, 12:53

Ahmed escreveu:Aqui está uma visão geral da minha análise do "sistema" exnihiliano (mas é mais amplo, uma vez que é freqüentemente encontrado, embora geralmente menos bem estruturado) ...

"sistema exnihilian", que promoção! :D
Infelizmente, não posso retribuir o elogio para você. Não há sistema ahmediano, mas apenas para explicar tudo, uma redução à economia e, como explicação, os clichês teorizados e "dogmatizados" da economia.
"qualquer sistema de dominação produz a estrutura conceitual que a justifica ... Seu objetivo é estritamente apologético e visa afirmar o caráter de uma continuidade e de um aperfeiçoamento do passado."

E é assim que meu "sistema" só poderia ser produto da manipulação do dominante, já que eu o justificaria.
Minha escolha não poderia ser justificada por observações objetivas e aspirações baseadas em algum ideal? e que mesmo o "sistema de dominação" poderia reivindicar? Claro que não, ao contrário daqueles de Ahmed sobre quem o "sistema de dominação" teria pouca influência, já que o critica (não muito dominante como sistema, portanto), e embora com a mesma liberdade poderia afirmar a ideia de que sua escolha é tão subjetiva, em reação a esta ou aquela falha particular no "sistema de dominação".

É certamente mais fácil inventar uma estrutura ideológica fictícia para minhas observações do que responder com precisão nos pontos que levanto. Eu fingiria que os chefs nos serviriam alimentos que não são salgados o suficiente, que me seriam explicados pelas restrições econômicas ligadas ao seu status social e porque seus chefes fariam parte da classe dominante, nunca porque os clientes possam adicione sal com facilidade, se estiver faltando, o saleiro está sobre a mesa, e remova-o se houver muita coisa impossível quando servido.

Ainda estou esperando pelas alternativas operacionais ao sistema capitalista que são melhores do que todas as tentadas no passado e que falharam, muitas vezes no sangue, mas é claro que, para esse tipo de perguntas práticas, as respostas me dão uma idéia do nada sobre o qual, mesmo embelezado com um molho ideológico de néon, eu luto ... er ... como disse Chirac, "me toca um sem mover o outro".
0 x
Avatar de l'utilisateur
sen-no-sen
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6506
Inscrição: 11/06/09, 13:08
Localização: Alta Beaujolais.
x 510

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela sen-no-sen » 25/03/19, 15:13

Exnihiloest escreveu:
Ainda estou esperando pelas alternativas operacionais ao sistema capitalista que são melhores do que todas as tentadas no passado e que falharam, muitas vezes no sangue, mas é claro que, para esse tipo de perguntas práticas, as respostas me dão uma idéia do nada sobre o qual, mesmo embelezado com um molho ideológico de néon, eu luto ... er ... como disse Chirac, "me toca um sem mover o outro".


Na contemporaneidade, não houve alternativas operacionais ao capitalismo pela simples razão de que cada vez que ele "muda" continuamos a lhe dar o mesmo nome! .... Liberalismo, neoliberalismo e suas inclinações políticas como a sócio-democracia etc ...
Capitalismo é uma definição subjetiva relacionada a um curto período histórico.
Mais amplamente, pode-se qualificar o comunismo soviético ou chinês do capitalismo de estado, a prova: todos os países comunistas se tornaram ou se tornaram "capitalistas"! E tudo isso não por motivos de conspirações ou corrupção de ideias, mas pela simples razão de que capitalismo e comunismo são os nomes dados aos mesmos fenômenos, mas tendo ocorrido em diferentes regiões do mundo: o comunismo nas sociedades o capitalismo pós-colonial e semifeudal (Russier, China) nas nações passou pela fase do modernismo.
Objetivamente, portanto, é muito mais preciso falar de tecnoeconomia exponencial(Teex).
Este é um processo de replicação de estruturas tecnológicas de informação (tecno-memes) operadas de cérebro em cérebro e possibilitando transformar matéria-prima formando-a em larga escala.
O tecnoeconomismo exponencial é, portanto, um produto da evolução e é objetivo e, para levar ao surgimento de uma estrutura não biológica inteligente, seria muito difícil, em vista da nossa ignorância do fenômeno, nos emancipar dele ...

Resta saber se o homo sapiens é capaz de superar esse fenômeno, um fenômeno resultante de uma mecanização de determinismos físicos *.
Suzanne blackmore Sublinhou a idéia relevante de que, se não tivéssemos conseguido nos comunicar com extraterrestres, talvez seja pelo motivo que este último teria desaparecido por causa de um fenômeno semelhante. tecnologização não dominado (guerra, problema ecológico etc ...)


* Em outras palavras, uma falta de consciência do fenômeno.
0 x
"Às vezes, a engenharia é saber quando parar" Charles De Gaulle.
Avatar de l'utilisateur
Exnihiloest
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 2486
Inscrição: 21/04/15, 17:57
x 169

Re: Energia em abundância com o IEC ...

pela Exnihiloest » 25/03/19, 16:34

sen-no-sen escreveu:...
Na contemporaneidade, não houve alternativas operacionais ao capitalismo pela simples razão de que cada vez que este último se "mutou" continuamos a lhe dar o mesmo nome!

Ficamos felizes em saber que ela evoluiu.
Obrigado a seus assassinos para evitar destruir tudo até que algo concreto esteja à vista para substituí-lo e me avisar, se necessário. :)

...
Mais amplamente, pode-se qualificar o comunismo soviético ou chinês do capitalismo de estado, a prova: todos os países comunistas se tornaram ou se tornaram "capitalistas"!

Concordo totalmente! Mas entre os soviéticos, o capitalismo de estado beneficiou o povo ainda menos que o capitalismo privado no Ocidente.

Resta saber se o homo sapiens é capaz de superar esse fenômeno, um fenômeno resultante de uma mecanização de determinismos físicos *.
Suzanne blackmore Sublinhou a idéia relevante de que, se não tivéssemos conseguido nos comunicar com extraterrestres, talvez seja pelo motivo que este último teria desaparecido por causa de um fenômeno semelhante. tecnologização não dominado (guerra, problema ecológico etc ...)

* Em outras palavras, uma falta de consciência do fenômeno.

Você está falando do parapsicólogo ?! Espero que tenha sido humor, porque se ela acha que há o menor indício de verdade nessa suposição, é de fato que ela não pensa. Ela não tentou telepatia?

O Homo sapiens é uma máquina biológica, reconhecidamente complexa, mas, no entanto, uma máquina que obedece às leis da física e ao determinismo (ou fenômenos aleatórios, se interpretarmos os eventos quânticos como tais).
Nossa oposição natural / artificial é apenas uma visão da mente, assim como a natureza / moralidade. Nossa consciência nos dá uma visão de nosso confinamento em restrições físicas. Isso não nos livra disso, mas apenas complica o problema ao tornar possível a ilusão do livre arbítrio e a possibilidade de termos que transcender essas restrições.
A consciência, pela antecipação que permite, adiciona um pré-determinismo, um tipo de loop de feedback como na eletrônica, exceto que ali o loop é feito entre o que previmos que acontecerá e o presente, a fim de determinar o futuro. Sempre foi feito desde que o homem se tornou homem, não vejo por que isso mudaria, também não vejo por que quero ir além desse determinismo. É uma utopia.
0 x


 


  • tópicos similares
    Respostas
    Visualizações
    mensagem dernier

Voltar para "Ciência e Tecnologia"

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Não há usuários registrados e convidados 3