transporte elétrico: carros, bicicletas, transporte público, aviões ...Carro elétrico: limites físicos e saldo global

Carros, ônibus, bicicletas, aviões elétricos: todo o transporte elétrico que existe. Conversão, motores e acionamentos elétricos para o transporte ...
Avatar de l'utilisateur
Obamot
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 13750
Inscrição: 22/08/09, 22:38
Localização: regio genevesis
x 584

pela Obamot » 14/10/12, 18:47

Did67 escreveu:Oulalalala, ainda vou estar ligado!

Escrevo bem "inter (r) ogação" com apenas um "R" me : Mrgreen: : Cheesy:

Did67 escreveu:
Ahmed escreveu:Did67 queria falar de uma "aceitabilidade sociológica" como um possível obstáculo a certas mudanças;


Obrigado. Na verdade, é exatamente isso que eu queria expressar.

Portanto, “aceitabilidade sociológica como limite para a viabilidade de um projeto” ????

Nada pessoal, mas receio que ainda não signifique o que você queria demonstrar : Cheesy:

O principal é que entendemos aproximadamente o que você queria expressar, certo? Imagem

Exceto que ainda não encontramos as palavras certas Imagem

Eu tento mais dois ou três e depois farei um buraco no lago : Mrgreen:

"Aceitação socioeconômica"

"Aceitação socioeconômica"

"Aceitação sócio-ética"
0 x

Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9489
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 529

pela Remundo » 14/10/12, 20:02

BobFuck escreveu:
Remundo escreveu:A única crítica ecológica pode-se fazer a VE, esta é a origem da electricidade que utiliza,


Você não leu o artigo em inglês, especialmente sobre a produção de baterias e motores (lítio, terras raras etc.) que são processos muito poluentes (especialmente o neodímio) ...

Nós realmente não precisamos de terras raras, nem para baterias, nem para motores.

Claro, existem ventiladores de ímãs permanentes com terras raras: fabricamos e ainda fabricamos excelentes motores sem nenhum ímã ...

Os metais da bateria são 100% recicláveis. Precisamos focar em baterias simples baseadas em metais disponíveis, como níquel, ferro, lítio ou outros componentes, por exemplo, fosfato ...

Qualquer bateria e / ou motor de “alta tecnologia” que requeira recursos de mineração excessivamente caros não tem futuro industrial em grande escala.
0 x
ImagemImagemImagem
takata
Eu aprendo econológico
Eu aprendo econológico
mensagens: 16
Inscrição: 04/11/13, 10:19
x 3

Re: Para ser ou não elétrico, que não é o problema

pela takata » 07/02/16, 21:43

Dirk Pitt escreveu:
RIAZ escreveu:Para ter estes 7 Kwh "a bordo", terá de se gastar, PELO MENOS, 21 Kwh de energia primária, ou seja, pouco mais de 2 litros de gasóleo….



por outro lado, o 100% concorda com a noção de redimensionamento indispensável do automóvel. transportar o 1.5 ton em torno de um homem e tudo isso a 130km / h é inútil. A mobilidade, se quiser sobreviver, terá que ser eficiente em termos energéticos.


Olá,

aqui está exatamente a reflexão sobre a qual me pergunto.

Parece-me que existe um programa europeu específico para incentivar os fabricantes a projetar produtos mais leves ...

Isso diz alguma coisa a alguém?

Segunda pergunta: você conhece um país que modula sua tributação de automóveis (taxa de registro / taxa de circulação) dependendo, em particular, da massa de veículos?

: Roll:
1 x
Avatar de l'utilisateur
chatelot16
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6960
Inscrição: 11/11/07, 17:33
Localização: Angouleme
x 239

Re: Carro elétrico: limites físicos e avaliação geral

pela chatelot16 » 08/02/16, 00:14

sim França!

o principal imposto sobre veículos é o imposto sobre combustíveis!

quanto mais pesado um veículo, mais ele consome e mais impostos você paga sobre o combustível

o imposto sobre combustível é naturalmente justo porque tributa o consumo real ... ao contrário dos cálculos nas medições em um laboratório facilmente violado

países onde a gasolina é tributada baixa como os EUA, temos carros grandes ... A França com gasolina cara tem carros relativamente pequenos, embora eu ache desejável torná-la ainda mais leve

mas, para torná-lo mais leve, não falta um incentivo fiscal, é uma oferta do fabricante e uma redução nos padrões de segurança que exige tornar os carros muito sólidos

quando estávamos dirigindo rápido demais há 30 anos, tínhamos o direito de ter carros frágeis e perigosos ... impusemos carros mais sólidos ao mesmo tempo em que reduzimos a velocidade ... ninguém pensou que a redução de velocidade tornaria os carros mais leves
1 x
Avatar de l'utilisateur
Remundo
mediador
mediador
mensagens: 9489
Inscrição: 15/10/07, 16:05
Localização: Clermont Ferrand
x 529

Re: Carro elétrico: limites físicos e avaliação geral

pela Remundo » 12/02/16, 22:55

absolutamente Chatelot,

mas agora é difícil com a frota de veículos pesados ​​comercializar sabonetes ...

Seria melhor hibridar veículos de tamanho um pouco menor no estilo dos anos 1990. Um híbrido R19 ou 405 seria ideal ...
0 x
ImagemImagemImagem

Avatar de l'utilisateur
chatelot16
especialista Econologue
especialista Econologue
mensagens: 6960
Inscrição: 11/11/07, 17:33
Localização: Angouleme
x 239

Re: Carro elétrico: limites físicos e avaliação geral

pela chatelot16 » 13/02/16, 01:27

carro leve não significa sabão!

sabão significa mau manuseio ... e há sabonetes muito pesados!
0 x


 


  • tópicos similares
    Respostas
    Visualizações
    mensagem dernier

Voltar ao "transporte de carga: carros, bicicletas, transporte público, aviões ..."

Quem está online?

Usuários navegando neste forum : Majestic-12 [Bot] e os hóspedes 8