o "Bonus-Malus" retorna ...

Dominique de Villepin relançou na quinta-feira uma forma de "bonus-malus" para os carros mais poluentes, anunciando que o cartão cinza "dependeria da natureza poluente dos veículos" a partir de 1º de janeiro.

O Primeiro-Ministro especificou que “para 8% dos veículos, isto representará o dobro do valor da matrícula do veículo”, enquanto “para os restantes veículos esta medida será neutra”.

De acordo com os seus serviços, apenas os veículos que emitem mais de 140 gramas de CO2 por km serão tributados em adição ao custo atual do cartão cinza: será, portanto, apenas uma "penalidade" para os veículos mais poluentes, pagar um apenas uma vez para comprar.

Os 8% mais taxados mencionados pelo Primeiro Ministro são sedãs muito grandes, algumas minivans e a maioria 4X4, que emitem mais de 200 g CO2 km.

“Os carros maiores seriam os mais penalizados, mas este não é o cerne da oferta das montadoras francesas”, observou quinta-feira o presidente do Comité das Montadoras Francesas (CCFA) Manuel Gomez.

Leia também:  Projeto de subdivisão ecológica na Bretanha

Por outro lado, não haveria penalidade ou bônus para veículos que emitem menos de 140 gramas de CO2 (20% dos veículos a gasolina e 40% dos veículos a diesel matriculados em 2004).

Leia mais

Participe no debate sobre forum

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *