Petrolíferas convocadas para serem cidadãs

PARIS (Reuters) - O ministro da Economia anunciou que vai pedir às petroleiras que baixem o preço do combustível na bomba.

Questionado sobre o France 2, Thierry Breton não descartou um imposto excepcional sobre seus lucros, se eles não se comportarem como “cidadãos corporativos”.

Ele especificou que reunirá na sexta-feira, 16 de setembro, em Bercy "todos os atores do setor petrolífero", que atualmente apresentam resultados recordes graças ao aumento dos preços do petróleo.

“Disse-lhes que esperava deles propostas concretas e tangíveis, porque a situação o exige”, disse o ministro, que sublinhou que o preço do barril “praticamente duplicou num ano”.

“Vamos pedir a eles que se comportem como cidadãos corporativos”, acrescentou. “Por exemplo, podemos imaginar que reduzam o preço na bomba, isto é, devolvam aos franceses (…) parte dos lucros excepcionais correspondentes a uma situação excepcional. "

Leia também:  Alemanha: um posto de hidrogênio em um trailer

As empresas de petróleo também podem ser solicitadas a "investir significativamente" em programas de energia renovável ou de "carros limpos".

Leia mais

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *