Os deputados votaram pela proibição de sacolas plásticas até 2010!

A Assembléia Nacional votou por unanimidade, terça-feira, 11 de outubro, uma emenda que proíbe a comercialização de sacolas e embalagens plásticas não biodegradáveis ​​até 2010, pegando o trem para reduzir o uso de sacolas de compras, lançado na França há apenas um ano.

Com esta alteração à Lei de Orientação Agrícola, os eurodeputados procuram principalmente encontrar novas saídas para os agricultores. Os sacos biodegradáveis ​​- metade feitos de amido de milho e a outra metade de um polímero biodegradável (plástico) - poderão vir no futuro de outros materiais vegetais, como batatas, cânhamo ou tomate.

"Esta é uma notícia muito boa, especialmente se usarmos outros materiais além do milho, que consomem muita água", diz Florence Couraud, diretora do Centro Nacional Independente de Informações sobre Resíduos, uma associação ambiental.

Leia mais

Leia também: jarro de gás GDF?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *