Os dois parceiros da Normandia para um pólo de competitividade "motorização"

A Alta e a Baixa Normandia solicitaram em conjunto a criação de um cluster de competitividade centrado na motorização, chamado de "energia, propulsão e desenvolvimento sustentável". Este polo pode contar com o tecido industrial local, que possui importantes estabelecimentos especializados em refino de petróleo (Total, ExxonMobil), eletricidade (três usinas nucleares), automóvel (Renault, PSA) e aeronáutica (Snecma, Hurel Hispano). Incluindo as PME subcontratadas, esse potencial é estimado em cerca de 350 empresas. Além desses estabelecimentos industriais, existem organizações de treinamento, como o Insa, em Rouen, e laboratórios, como o Complexo Interprofissional de Pesquisa Aerotérmica (Coria), em Rouen, e o Centro Nacional de Pesquisa Tecnológica (CNRT), em materiais de Caen. A associação do Madrillet Technopole em Rouen, especializada em combustão em motores, foi responsável pela implantação do projeto. No outono, o governo lançou uma chamada para projetos para que, nas regiões, empresas, organizações de treinamento e laboratórios de pesquisa se reúnam para criar grupos de competitividade. Esses clusters cujas candidaturas devem ser apresentadas até 28 de fevereiro se beneficiarão de subsídios e incentivos fiscais.

Leia também: O catalisador Eolys breve no mercado dos EUA

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *