As plantas não resolverão o efeito estufa

Parece que a capacidade das plantas de neutralizar o efeito estufa foi superestimada. Pelo contrário, pesquisas sugerem que mudanças nas condições atmosféricas têm um efeito mais prejudicial sobre as plantas do que se pensava anteriormente. Pesquisas na Universidade McGill mostram que um nível crescente de CO2 diminui o crescimento de algas. Liderada pelo biólogo Graham Bell, a pesquisa é baseada na resposta das algas a altas concentrações de dióxido de carbono. Os resultados mostram que as algas podem não se adaptar a condições com altos níveis de CO2.

Segundo Bell, esse achado se aplica a outras espécies de plantas. Isso refuta a presunção de que as plantas possam usar o excesso de CO2 do meio ambiente. No próximo século, sem dúvida, veremos mudanças consideráveis ​​em todas as plantas (incluindo espécies agrícolas) à medida que o uso de óleo aumenta e gera níveis cada vez mais altos de CO2.

Leia também: Reunião de construtores e construtores em fardos de palha

Contatos:
- Sinead Collins, Escritório de Relações Universitárias (URO) - McGill University - tel: +1 514 398 6459
- Christine Zeindler, oficial de comunicações - University Relations Office - tel: +1 514 398 6754

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *