Lille Métropole vai transformar lixo orgânico em gás

A comunidade urbana de Lille está iniciando as obras no maior centro de recuperação orgânica da Europa. Instalado em Sequedin, na zona sul da metrópole, o local vai tratar 108.000 mil toneladas de resíduos verdes por ano, transportados por rio. O local também servirá como local para embarque de barcaças de resíduos incineráveis ​​(180.000 mil toneladas / ano) para o centro de incineração Halluin, ao norte da metrópole. Espera-se que esse modo de transporte "economize" o equivalente a 10.000 a 12.500 caminhões por ano. A CVO, que terá uma extensão de 30.000 m2 construída na lógica HQE, em uma câmara de depressão de ar, é destinada principalmente à produção de biogás, o equivalente a 4 milhões de litros de diesel por ano. Esse recurso, que corresponde ao consumo de cerca de 34.000 ônibus, será destinado à frota de ônibus da comunidade urbana. A planta também produzirá cerca de 2005 toneladas de "digestate", um composto muito puro. O grupo suíço Linde obteve a construção deste equipamento, em associação com Sogea-Ramery (concha) e o arquitecto Luc Delemazure. O operador será escolhido na sequência de um concurso que deverá ser lançado no outono de 25. O local incluirá a própria CVO e um centro de transferência de resíduos por via fluvial, uma garagem de ônibus, bem como um anexo para veículos de coleta de resíduos fermentáveis. Vai empregar 2007 pessoas na inauguração, prevista para o início de 72. O investimento, impulsionado pela comunidade urbana de Lille, atingiu 54 milhões sem impostos, dos quais 18 milhões para a CVO stricto sensu e XNUMX milhões para o centro de transferência.

Leia também:  agricultura globalizada: o modelo é ao fim, Olivier de Schutter

A gazeta das comunas.
O 30 / 03 / 2005.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *