Um mundo 11 graus mais quente do que hoje

As temperaturas na superfície do globo podem subir 11 graus Celsius, de acordo com o maior programa de modelagem climática já realizado.
Os primeiros resultados do experimento Climateprediction.net acabam de ser publicados no dia 27 de janeiro na revista científica Nature. Localizados em mais de 150 países, 95 computadores interconectados possibilitaram o desenvolvimento de 000 modelos climáticos, todos coordenados pela Universidade de Oxford.

Os modelos utilizados prevêem um aumento da temperatura média da Terra de 2 ° C para 11.5 ° C. A estimativa mais alta aceita até agora foi, portanto, dobrada, com a faixa dos modelos do IPCC indo apenas de 2 ° C a 5.8 ° C. Um aumento de 3.4 ° C até 2050 é considerado o mais provável. As temperaturas mais altas (entre 8 e 11.5 ° C) têm apenas 4.6% de probabilidade de serem atingidas, mas esta é a primeira vez que um Modelo de Circulação Geral prevê tal aumento.

Leia também:  Transporte elétrico (Lipo) VS térmico (gasolina): critérios para a escolha de uma bateria e cálculos comparativos

Uma concentração atmosférica de CO2 de 400 ppm (ppm = partes por milhão) é considerada perigosa pelos cientistas; A concentração atual no início de 2005 é de 378 ppm e ganhamos 2ppm a cada ano. O consumo mundial de energia fóssil é de 7,5 bilhões de toneladas de petróleo equivalente / ano e está crescendo apenas.

Fonte: our-planete.info

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *