Novas tarifas para energias renováveis ​​na França

A França está atualmente tomando (mas provavelmente tarde) medidas para incentivar o desenvolvimento de energias renováveis, como segue:

1) A energia da digestão anaeróbica de resíduos será comprada 50% mais cara, ou 14 centavos de euros por kWh.

2) Energia geotérmica (profunda?) Passará de 7,6 centavos para 12 centavos de euro por kWh, ou até 15 centavos no caso de cogeração.

3) Para energia fotovoltaica, o preço da energia solar será dobrado, passando para 55 centavos de euro por kWh.

4) O kwh de eletricidade das turbinas eólicas offshore será comprado de volta por 13 centavos de euro, que é o dobro do preço da terra.

Nossos comentários: se ao menos podemos saudar tais iniciativas, é legítimo questionar a sustentabilidade de tais medidas em um mercado onde o custo real da energia elétrica é muito menor (este ao contrário de outros país).

Essas medidas dependem do goodwill do comprador de energia (EdF a priori que, lembremos, perde dinheiro em cada kWh comprado ) Talvez fosse mais interessante se o consumidor pudesse escolher diretamente usar energia “verde” pagando o preço real diretamente (para a EdF ou outra operadora)! Outros países europeus já o fazem há anos ... Por que não a França? Sem dúvida, outro legado do "centralismo" franco-francês ...

Leia também:  Imitar a natureza para economizar energia

Leia nosso dossiê sobre energia eólica

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *