Preços do petróleo e economia de energia, a quem estamos enganando?

Trecho da carta dos leitores da La Libre Belgique em 2004 (Arnaud Broder)

O barril a $ 30, $ 40 ou $ 50! Observe que um barril equivale a 159 litros. O litro do petróleo bruto é, portanto, pago aos países produtores de petróleo 0,189 centavos, 0,252 centavos ou 0,315 centavos, respectivamente.

Esses valores estão em dólares americanos. Para nós que os pagamos em euros, obtemos respectivamente 0,150 €, 0,200 € ou 0,252 € por um litro que nos é vendido na bomba em média na Europa por € 00.

Isso significa que o contribuinte e, especialmente, as empresas de petróleo compartilham pelo menos 300% do lucro. Este benefício é exorbitante?

Não, se considerarmos que cada lojista deve, para sobreviver, revender sua mercadoria com uma margem de 2 ou até 3 para restaurateurs.

Sim, se considerarmos que 82 milhões [1] de barris são necessários todos os dias em todo o mundo!

Isso significa que os Estados Unidos (excluindo os Estados Unidos e alguns países produtores) e as empresas de petróleo compartilham um "lucro" de 82000000 * 159 * 75% = 9 € por dia. (para mais detalhes, veja o artigo detalhado, receitas de petróleo bruto como tributação do petróleo e lucros do petróleo)

Leia também:  Carro elétrico Nissan Leaf no inverno e capacidade da bateria diminuída

dinheiro de petróleo

São quase 9.8 bilhões de euros em impostos e lucros por dia [2]

Isso é normal, mas devemos parar de molhar os ouvidos com besteiras como: devemos consumir menos, economizar energia, porque com o mesmo custo de energia, quanto mais consumimos, mais podemos viver em nosso "estado de bem-estar". Ao consumir menos, o Estado terá, portanto, de cortar orçamentos e, sem me enganar, não creio que o tratamento dos nossos governantes venha a ser objecto do menor corte escuro.

Mas o que devemos pensar das petroleiras, dessas multinacionais, que, apesar dos lucros generosos, pagam pouco ou nenhum imposto! Quanto mais alto o preço do barril, mais aumentam seus lucros. O poder dessas empresas é tal que esses poucos gigantes são culpados todos os dias por abusar de uma posição dominante. [3]

Todo mundo sabe disso e todo mundo fica em silêncio!

Em qualquer caso, enquanto o monopólio estiver reservado para essas poucas empresas de petróleo, parece-me certo que o motor a hidrogênio ou outra patente ou processo de economia de energia não estão prontos para serem colocados em produção.

Leia também:  As plantas não resolverão o efeito estufa

Se nossos líderes e eurocratas de todos os matizes tinham uma visão de médio ou longo prazo do que o futuro nos reserva, é hora de procurar piolhos para os ricos demais. Assim, se o petróleo fosse administrado para o benefício de todos, o imposto sobre a renda do trabalho, toda a previdência social e, portanto, o desemprego não poderiam ser mais do que insignificantes.

Não deveríamos estar cavando nessa direção?

[1] ficamos particularmente chocados em 1991 com isso. Durante os 6 meses de incêndio nos poços de petróleo iraquianos, foi estimada uma perda estimada de 60 milhões de barris.
Nós, principalmente a mídia, clamamos então por um verdadeiro desastre ecológico ... Por outro lado, nosso consumo diário de mais de 82 milhões de barris é aceito por todos sem uma palavra ...

Leia também:  Não é o Vice-Primeiro-Ministro do Desenvolvimento Sustentável

[2] Você entenderá então que há pouca chance de que subsídios ajudem no desenvolvimento de processos reduzindo até em 20% o consumo de nossos veículos ...

No entanto, esse valor é bastante aumentado porque o autor não leva em consideração o custo das taxas das petroleiras). Vejo tributação do petróleo e lucros do petróleo

lucros do petróleo

[3] Mas é cada um de nós que contribui para o fortalecer a cada dia ... Não podemos esquecer que o mais poderoso dos lobbies é feito pelos seus consumidores!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *