respiração Marinha joga sobre o clima

Um grupo de pesquisa do IFM-GEOMAR, instituto de ciências marinhas da comunidade Leibniz, publica na última edição da Science as conclusões dos trabalhos segundo os quais o oceano "respira". Os cientistas de Kiel usaram exclusivamente no mar de
Labrador, um robô de medição com sensores de oxigênio.

Pesquisas, realizadas como parte de um projeto internacional, mostram que, no inverno, esse mar "inspira" grandes quantidades de oxigênio atmosférico. Como um pulmão, o mar do Labrador parece alimentar grande parte do oceano Atlântico profundo em oxigênio. As medições também mostram que o oxigênio absorvido é rapidamente redistribuído pelas correntes oceânicas em todo o oceano.

Isso pode ter conseqüências significativas para a pesquisa climática porque a concentração oceânica de oxigênio está intimamente relacionada à da atmosfera. Essa descoberta abre caminho para novas pesquisas sobre mudanças climáticas.

Leia também: Hidratos a gás, operação no Japão começa!

Contatos:
- Prof. Arne Kortzinger, IFM-GEOMAR - email:
akoertzinger@ifm-geomar.de
Bibliografia: "O oceano respira fundo", Science, 19 / 11 / 2004. autores
A. Kortzinger, J. Schimanski, U. Send, D. Wallace
Fontes: Depeche IDW, comunicado de imprensa do Instituto Leibniz para
Ciências Marinhas, 18 / 11 / 2004
Editor: Antoinette Serban,
antoinette.serban@diplomatie.gouv.fr

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *