Rússia: Moscou aderiu ao Protocolo de Kyoto

Compartilhe esse artigo com seus amigos:

A Rússia, após um longo período de procrastinação, aderiu hoje oficialmente ao Protocolo de Quioto.

O governo russo aprovou o projeto de lei sobre a ratificação e o transmitirá à Duma, a Câmara dos Deputados, para um acordo final.

Esta luz verde de Moscou deve permitir a entrada em vigor do acordo internacional concluído em 1997, sobre a redução de gases de efeito estufa.

Como a Duma é dominada pelo partido pró-Rússia do Kremlin por uma grande maioria, a ratificação russa não deve representar um grande problema.

O Protocolo de Quioto deve, para entrar em vigor, ser ratificado por pelo menos 55 países representando 55% das emissões CO2 dos países industrializados.



Os Estados Unidos decidiram na 2001 rejeitá-lo, a barra 55% só pode ser alcançada com a ratificação da Rússia.

Apesar dos insistentes apelos da União Européia, o presidente Putin manifestou seu entusiasmo e frieza em suas intenções nos últimos anos, enquanto na liderança russa entraram em confronto com simpatizantes e opositores da UE. acordo.

A Comissão Européia imediatamente comemorou a manifestação russa, dizendo que estava "ansioso" para trabalhar com Moscou sobre o assunto.

O oficial do clima da ONU disse que o presidente Putin "mostrou seu senso de estado e enviou um sinal encorajador à comunidade internacional".

Espera-se que a ratificação russa facilite a entrada da Rússia na Organização Mundial do Comércio, uma prioridade de Vladimir Putin.

Fonte: France2

Nota de Econologia: Se o Sr. Bush for reeleito, não estamos prontos para ver os EUA ratificarem este protocolo ...

comentários do Facebook

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *