Imposto sobre passagens aéreas: funcionários eleitos não pagam!

Os parlamentares rejeitaram uma emenda ao texto sobre o novo imposto sobre passagens aéreas que prevê uma taxa sobre seus subsídios. Essa recusa de solidariedade por parte dos funcionários eleitos a longo prazo põe em risco o plano da democracia, a direção prejudicada pelo povo. Por falta de recuperação no tempo, há tudo a temer de uma crise política, com danos incalculáveis ​​para todos.

Como destacou um despacho da AFP, o parlamentar Lionel Luca, que queria que funcionários eleitos se beneficiassem de ingressos grátis para pagar o imposto, não venceu o caso ...

Leia mais

Leia também: Fukushima no nível 7 do INES: desastre industrial ou o início do fim do Antropoceno?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *