Evolução das tecnologias de tratores agrícolas

Evolução das tecnologias agrícolas das últimas décadas

Os tratores agrícolas estão entre os equipamentos que se beneficiaram das inovações mecânicas do século XX. Se os primeiros modelos nasceram no final do século XIX, seria necessário esperar cem anos antes de atingirem o máximo de seu desempenho. A evolução das tecnologias terá facilitado a melhoria dos sistemas existentes.

A evolução do trem de força

A história de tratores agrícolas começa com a melhoria dos arados autopropelidos. Tendo provado sua eficácia em seu campo de uso, essas ferramentas encontram um novo fôlego graças à integração dos sistemas de motorização. A modernização de modelos comercialmente disponíveis, portanto, permitedesenvolver ferramentas energéticas autônomas.

Os fabricantes estão experimentando várias soluções de motores antes de adotar a maioria do diesel. Democratizar esse combustível não foi uma tarefa fácil: sofrendo de uma alta taxa de compressão, demorou muito tempo para convencer. Integrando caixas de câmbio em equipamentos agrícolas, esse tipo de motorização traz uma pequena inovação no campo.

tracteur

Os modernos motores agrícolas aproveitaram a experiência dos fabricantes para tecnologias apropriadas que estavam inicialmente distantes de seus campos de uso. Se os modelos elétricos estão gradualmente começando a encontrar seu lugar no setor, o motor Diesel permanece uma aposta segura. Sua baixa velocidade de rotação permite combinar resistência, eficiência e desempenho. Sua relação custo / eficiência permite trabalhar em condições otimizadas. Hoje, boa parte dos tratores agrícolas oferece uso de múltiplos combustíveis. Garantindo um baixo custo de produção, eles também ajudam a simplificar a vida cotidiana dos agricultores.

Leia também: O papel da agricultura na construção verde

As ferramentas mecânicas de tratores agrícolas

Utilizadas principalmente para arar, as ferramentas mecânicas dos tratores agrícolas também experimentaram uma evolução significativa nas últimas 5 décadas. A chegada do arado de relha permitiu que os agricultores trabalhassem mais rapidamente e tivessem melhores rendimentos. O fornecimento da terra agora é feito em poucas horas, se costumava levar vários dias. Os elementos essenciais do arado desenhar fortemente sobre a estrutura do arado. No entanto, o trator agrícola incorpora peças adicionais que definem sua identidade. Essas poucas modificações incluem rodas, garantindo a estabilidade dos diferentes modelos. A presença do relé é preservada por sua utilidade. O trator agrícola moderno completa a ação do arado e do molde.

Entre as ferramentas mecânicas que encontraram seu lugar no dispositivo, o guidão é provavelmente o mais importante. Ajudando a melhorar o comportamento do agricultor, esses dispositivos permitem que o eixo faça movimentos mais precisos. Le trator moderno (New Holland por exemplo) concentra-se na eficiência de seus diferentes componentes para se destacar dos modelos antigos. A estrutura do arado é mais imponente e, portanto, mais pesada do que a do arado do qual é inspirado.

Hoje o mercado possui arados clássicos, mas também modelos especializados: enquanto alguns são projetados para arar entre árvores, outros oferecem um uso mais universal. Outros ainda oferecem dentes flexíveis ou semi-rígidos adequados para o tratamento simultâneo de vários corredores.

Leia também: Biogás na África

Evolução das técnicas de cultura

Se hoje eles são considerados elementos com forte impacto nas mudanças climáticas, as técnicas agrícolas primeiro constituem muito conhecimento prático amplamente adotado pelos agricultores. Os últimos anos 20 viram o nascimento da grande maioria das atualizações encontradas nesta área. Para otimizar a economia agrícola, mas também para racionalizá-la com o objetivo de controlar custos, os agricultores optaram por processos cada vez mais sofisticados.

O processo de erosão do solo é o primeiro a ser aprimorado. Desenvolvidas para preservar a viabilidade e a lucratividade da terra a longo prazo, técnicas modernas previnem melhor os impactos negativos que uma atividade mal controlada pode ter no meio ambiente. Em 2019, as técnicas de cultivo são baseadas em um processo muito preciso. O preparo do solo, os princípios de rotação das culturas e a avaliação da densidade da semeadura completam as ações realizadas na escolha das sementes. Seja on-line, em sacos, em bandejas de favo de mel, em torrões, em pellets de sementes ou sob cobertura, eles determinarão a qualidade e a quantidade de suas colheitas.

Novas tecnologias incorporadas

O desenvolvimento de técnicas agrícolas também se baseia na integração de novas tecnologias incorporadas. Eles fornecem aos agricultores informações valiosas sobre o estado de suas colheitas, umidade, requisitos climáticos ou alterações a serem previstas com base nas realidades do mercado. Vimos que o uso de ferramentas que permitem Monitoramento de culturas por GPS Melhorou não só a rentabilidade, mas também a gestão de riscos para os agricultores.

Leia também: O papel energético da agricultura

As desvantagens dessa "tecnocratização" da agricultura

Se houver mudanças tecnologias agrícolas tornaram possível aumentar dez vezes o rendimento agrícola e melhorar muito o conforto e a carga de trabalho dos agricultores, também se tornaram altamente dependentes dos combustíveis fósseis e do sistema financeiro. Seus custos, de aquisição, uso e manutenção, geralmente são altos.

O agricultor moderno poderia, no entanto, tornar-se um grande produtor de biocombustíveis em ciclo curto e assim reduzir muito sua dependência de combustíveis fósseis

Para os "agricultores amadores" não mecanizados, recomendamos o método do jardim preguiçoso

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *