Crise bancária e financeira: econologia no jornal Le Monde de Gérard Mermet

O famoso sociólogo Gerard Mermet publicou 3 dias atrás no jornal Le Monde um artigo muito incisivo sobre nossa sociedade e a França em particular.

O termo “econologia” como alternativa ao modo de desenvolvimento atual (baseado puramente no consumo e “crescimento”) é aí mencionado. Até onde sabemos, esta é a primeira vez em um grande jornal como o Le Monde.

Aqui está a introdução do artigo:

“A bolha financeira está explodindo, a pobreza, a fome e as desigualdades ganham espaço no mundo, ao mesmo tempo que se percebe que o planeta está degradado, que os recursos são limitados e que a sobrevivência das espécies vivas não. é mais seguro. Incluindo o nosso. Esta combinação sem precedentes de dificuldades, constrangimentos e ameaças constitui, no entanto, uma oportunidade histórica para transformar o mundo e viver melhor nele. A França poderia, se quisesse, estar na vanguarda dessa luta. "

Leia também:  Estudo sobre o potencial de injeção de biogás na rede de gás

gerard mermet
Vamos nos surpreender (no bom sentido obviamente) pelo “tom” do artigo conhecendo a influência política e o classicismo do Mundo:

“O momento nunca foi mais oportuno para reinventar o modelo de sociedade de consumo com o qual vivemos há cinquenta anos e que satisfaz quem tem cada vez menos beneficiado. De fato, existe uma correlação bastante fraca entre o nível de gastos e o de contentamento.

O consumo é semelhante a uma busca de consolo, uma forma de preencher um vazio existencial crescente. Com, a chave, muita frustração e um pouco de culpa, aumentadas pela consciência ecológica. "

Leia oartigo sobre o Monde.fr

Debate sobre forums: viva a crise bancária e financeira?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *