Matérias-primas, alarme falso ou escassez real?

Os preços do petróleo ainda jogam ioiô. Tudo está sujeito à ansiedade. Ou o barril caiu demais, ou é a greve das refinarias da Total, ou a intenção de que a OPEP feche um pouco suas torneiras ... que estamos antecipando!
O petróleo é um produto sensível, para um setor organizado e clientes que não pretendem ficar sem energia. Metade do consumo de energia do mundo é engolido por 15% da população do planeta.

As coisas vão mudar muito rápido. A bulimia chinesa diz respeito não apenas à energia, mas também a todas as matérias-primas. (nota sobre econologia: é claro que o resto do mundo, os EUA em mente, não é bulímico nem perigosamente dependente do petróleo ...) E há alguns meses, o mundo acorda, observa e se preocupa. A escassez está à vista? Durável? Para promover a especulação?

Diante do medo da falta e do risco de tensões, ou mesmo de conflitos que possam surgir, reabrimos o local de energia renovável, cujo duplo objetivo é manter sua independência energética e proteger o meio ambiente.
Matérias-primas, OU FALSO ALARME FALTA DE REAIS ?, 1131ème Rue des Entrepreneurs registro sábado maio 21 2005, Didier Adès e Dominique Dambert.

Leia também: Por que isso não dá errado?

(Re) ouça o programa aqui

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *